Viagens

Ibiza prepara um verão nunca visto — sem festas, grandes discotecas ou ajuntamentos

A ilha balear tem novas regras, devido à pandemia de Covid-19, e aposta mais nas praias e menos nos clubes.
Um destino de sonho.

Ibiza é conhecida pelos seus sunsets, festas, e discotecas. No entanto, este ano, quem escolher este destino para as suas férias de verão verá uma Ibiza diferente do habitual — tudo por causa da pandemia do novo coronavírus.

As discotecas grandes e as festas para dançar estão proibidas este ano, para evitar aglomerados de pessoas, e a aposta vai para os outros atributos da ilha. As praias, a natureza e os diferentes tons de azul do mar terão de estar em maior evidência este verão.

View this post on Instagram

Just jump! 💦 . . . @purenatureibiza

A post shared by Secret Ibiza (@secret.ibiza) on

Ibiza oferece uma cozinha de excelência, retiros espirituais, mercados espetaculares e uma boa oferta artística. De acordo com a “Lonely Planet”, são estas as valências agora publicitadas pelo governo balear que afirma que os recintos de maior dimensão continuarão encerrados.

Porém, com várias medidas de restrição, alguns espaços anunciaram já a sua reabertura para este mês, é o caso dos hotéis Destino, Ibiza Rocks, Pikes e O Beach, que irão manter as suas festas de abertura.

As novas regras, impostas pelo governo, determinam que os espaços com capacidade superior a 300 pessoas não podem reabrir, sendo que os de menor capacidade só podem abrir com um terço da lotação. Para garantir que não existem zonas de dança, que potenciam os ajuntamentos, várias mesas e cadeiras serão dispostas ao longo de todos os espaços.

Segundo um porta-voz do Turismo da ilha, citado pela mesma publicação, os beach clubs estarão abertos, para eventos ao ar livre, neste ano em que o calendário de festividades se prolongará até novembro.

Também as praias existem novas regras nas ilhas baleares. Os areais de Ibiza, Formentera, Menorca e Palma de Maiorca terão de garantir espaços de quatro metros quadrados para cada grupo, com distâncias de segurança de um metro e meio entre grupos. Se as praias estiverem demasiado cheias, as entradas terão de ser barradas.

Os grupos podem chegar às 25 pessoas. Já os bares e restaurantes reabrem com 75 por cento da capacidade, porém, sem opções de buffet. As lojas têm de respeitar metade da sua lotação, e as zonas de lounge e piscinas dos hotéis, 60 por cento, nas quatro ilhas.

De relembrar que Espanha e Portugal reabriram as fronteiras entre os dois países no dia 1 de julho.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT