Viagens

Estes quartos em peras suspensas nas árvores são um dos sucessos do verão

O alojamento chama-se Tranendreef e foi construído numa floresta belga como forma de protesto. Agora é um destino turístico.
A vida dentro de uma pêra.

Numa altura em que o distanciamento social é fator fundamental a ter em conta quando escolhemos o nosso destino de férias, há um invulgar hotel numa floresta belga que ficou com todos os quartos ocupados ainda mais cedo do que já era habitual.

O alojamento chama-se Tranendreef e tem tendas em forma de pêra suspensas nas árvores. Em cada uma destas tendas cabe facilmente uma família de três ou mesmo quatro elementos e a floresta tem um daqueles nomes que parecem saídos de “O Senhor dos Anéis” ou da “Guerra dos Tronos”: Borgloon.

Uma noite destas tendas custa 70€. As tendas costumam esgotar todos os verões mas este ano, com as restrições de viagens na Europa, foram reservadas ainda mais cedo, muito à conta de belgas a quererem explorar o turismo no seu país — à imagem do que acontece em Portugal.

O projeto nasceu nos anos 90, quando o designer Dré Wapenaar criou estas tendas em forma de apoio a ativistas ambientais que procuravam lutar contra o abate de árvores. Passados alguns anos, as tendas começaram a estar disponíveis para turismo.

À “Reuters”, Dré Wapenaar já admitiu que poderia ter fabricado mais peras deste género, até porque isso lhe teria dado mais dinheiro. “São caras de produzir. Devia tê-las desenhado de forma diferente se queria vender muitas. Mas não sou um bom designer de produtos. Sou um artista”.

Não têm casa de banho.

Para chegar à floresta de Borgloon há voos a partir de 50€ de Lisboa e do Porto para Bruxelas. Da capital até à região são cerca de 90 quilómetros de estrada. A solução mais prática será alugar um carro em Bruxelas e aproveitar para explorar melhor aquela região do país.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT