Viagens

Estas são as viagens de comboio mais espetaculares para ver as auroras boreais

Canadá, Estados Unidos, Rússia, Noruega e Suécia são os melhores destinos para quem quer assistir ao fenómeno, segundo a revista norte-americana "Forbes".
É a experiência de uma vida.

Se sempre sonhou ver uma aurora boreal, imagine juntar essa experiência incrível a uma viagem de comboio pelos lugares mais mágicos do mundo, de onde pode ver as luzes coloridas a dançar no céu enquanto se recosta confortavelmente no assento.

A secção de viagens da revista “Forbes” publicou este mês um guia com os melhores percursos que pode fazer para ver auroras boreais. Estes percursos passam por destinos como Manitoba, no Canadá, Noruega, Rússia, Suécia ou Alasca, nos Estados Unidos.

O estado norte-americano é, segundo a revista, um dos melhores locais do planeta para ver auroras boreais. Para este caso, a “Forbes” sugere um roteiro que começa em Anchorage, a maior cidade do Alasca, com um dia para explorar o local. No dia seguinte, os viajantes devem seguir pelo Aurora Train, o comboio da Alaska Railroads que vai em direção a Fairbanks.

Pelo caminho, vão poder aproveitar uma vista carregada de neve através das janelas panorâmicas da carruagem Vista Dome. O percurso passa ainda pelo Rio Yukon movendo-se para o Círculo Ártico até à vila Bettles, onde fica o hotel Bettles Lodge, perfeito para fazer ski e outros desportos de neve. Com a chegada da noite, vem a oportunidade perfeita para ver o espetáculo de luzes no céu.

As carruagens panorâmicas do Aurora Train.

Em alternativa, quem preferir pode optar pot visitar as fontes termais do Chena Hot Springs Resort, fazendo antes o percurso do Aurora Train desde Fairbanks até ao hotel, que até tem um museu, completamente feito de gelo. Por lá, pode ainda fazer passeios de mota de neve, relaxar nas águas quentes das termas, ou ver as auroras através da piscina exterior. Depois, é entrar para o carro de neve Aurora Viewing Snow Coach, de onde se pode observar as luzes noite fora até à madrugada.

Já no Canadá, a sugestão da “Forbes” aponta para Manitoba, uma província conhecida pela população de ursos polares e que é um dos melhores locais do país para ver auroras boreais. Esta viagem é liderada por um guia da empresa Frontiers North — a organizadora da expedição — que acompanha os viajantes num percurso de comboio noturno entre Winnipeg e Churchill, uma cidade remota apenas acessível de comboio ou avião.

De lá, poderão ver algumas das paisagens mais primitivas do país, que terminam com as luzes polares noturnas, além de um workshop de fotografia das auroras boreais, uma visita ao museu Itsanitaq, raquetes de neve e trenós puxados por cães.

Um urso polar em Churchill, no Canadá.

Na Rússia, o roteiro apontado pela “Forbes” começa com uma visita de três dias a São Petersburgo para descobrir a cidade antes de arrancar em direção à Noruega no comboio de luxo Golden Eagle, onde serão acompanhados por um astrónomo numa odisseia única pelas auroras. Aqui, destacam-se Kirkenes, uma vila na fronteira da Noruega, o Lago Onega e uma passagem por Moscovo.

Se preferir optar por uma aventura com muitas horas passadas a observar as estrelas, opte pela última viagem da lista, que começa por explorar Oslo, a capital da Noruega, e segue pelo comboio panorâmico da Dovre Railway, com vistas de tirar a respiração, em direção a Trondheim, uma das cidades mais antigas do país.

Depois, siga o percurso ferroviário de cerca de 700 quilómetros pelo Círculo Ártico até Bodø, onde o espera mais uma visão magnífica de luzes coloridas. Nas ilhas Lofoten, vai passar por aldeias piscatórias e seguir para a Lapónia sueca e Estocolmo, a capital da Suécia, dois locais conhecidos globalmente belas visões de auroras boreais. 

As Ilhas Lofoten, na Noruega.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT