Viagens

EasyJet já está a voar para 51 destinos a partir de Portugal

Há viagens a partir de 10,49€ e os voos já podem ser comprados online.

Esta quarta-feira, 1 de julho, é o dia em que o setor do turismo, viagens e transportes celebra uma reabertura quase geral — ainda que com várias restrições e novos cuidados perante uma situação de pandemia mundial que ainda não está resolvida. As fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha reabriram, muitas das ligações aéreas na Europa recomeçaram e também a easyJet anuncia que começa agora a sua verdadeira retoma.

A low cost britânica passa agora a voar para 51 das suas 64 rotas a partir dos quatro principais aeroportos de Portugal — Lisboa, Porto, Faro e Funchal. A retoma da operação faz com que 2/3 da tripulação easyJet (pilotos e pessoal de cabine) volte também a voar.

França, Reino Unido, Suíça, Alemanha, Luxemburgo e Itália serão os destinos para onde a easyJet irá voar a partir de Portugal. Haverá menos frequências de voos em oferta, no entanto a easyJet prevê que voará cerca de 80% e 92% das rotas que servem Portugal nos meses de verão. Há viagens a partir de 10,49€ (Lisboa-Madrid em agosto, por exemplo) e os voos já podem ser comprados online.

Recentemente, a companhia anunciou ter implementado uma série de medidas elaboradas em conjunto com as autoridades para ajudar a garantir a segurança e o bem-estar dos passageiros e da tripulação.

Estas incluem a limpeza e desinfecção dos aviões e a exigência de que os passageiros e a tripulação devem usar máscaras. Os clientes poderão praticar o distanciamento social nos aeroportos, nos portões e durante o embarque. A bordo, e sempre que possível, a tripulação convidará os passageiros a distanciarem-se dos clientes que não pertencem ao mesmo grupo quando há lugares disponíveis.

Os procedimentos adicionais de limpeza e desinfeção para as cabines dos aviões estão no topo da “programação diária de limpeza”, sendo que todos os aviões estarão sujeitos a um processo diário de desinfeção, que fornece proteção de superfície contra vírus por pelo menos 24 horas.

Além disso, todos os passageiros e tripulantes terão que usar máscaras a bordo, durante toda a viagem. Para minimizar os movimentos da tripulação dentro da cabine e manter os mais altos níveis de higiene, o serviço Bistro e Boutique não estará disponível.

Os voos são abastecidos com equipamento sanitário extra, incluindo máscaras, luvas e desinfetante para as mãos, para garantir que estejam sempre disponíveis aos clientes e à tripulação a bordo, se necessário. Os aviões estão equipados com filtros de detenção de partículas de alta eficiência ou filtros HEPA, com a capacidade de capturar 99,97% de contaminantes transportados pelo ar, como vírus e bactérias. 

Para proteger os clientes e a tripulação de terra no aeroporto, os clientes podem utilizar os balcões automáticos de entrega de bagagem para fazer o check-in da sua bagagem de porão e serão instalados monitores nos balcões de check-in dos aeroportos onde a entrega automática de malas não está disponível. As tripulações de bordo e de terra não manusearão nenhum documento do cliente durante o processo de embarque; portanto, os passageiros deverão apresentar e digitalizar os seus próprios documentos. A empresa incentiva todos os clientes a fazer o check-in on-line e a fazer o download do seu cartão de embarque no smartphone ou a imprimi-lo antes de chegar ao aeroporto.

A companhia indica que também pode haver medidas locais implementadas nos aeroportos, como a utilização obrigatória de máscaras, formulários de auto-declaração sanitária a serem preenchidos antes da partida e o controlo da temperatura; e lembra que os clientes deverão pôr em prática medidas de distanciamento social nas portas de embarque e durante o processo de embarque. A bordo, e sempre que possível, “a tripulação convidará os passageiros a distanciarem-se dos que não pertençam ao seu grupo de viagem dependendo da disponibilidade de assentos”.

Finalmente, a low cost garante que vai continuar a trabalhar com todas as autoridades nacionais relevantes para “avaliar, rever e adaptar” medidas necessárias a longo prazo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT