Viagens

O empresário de sucesso que agora oferece duches solidários no Rio de Janeiro

Com a pandemia, a ONG passou a fazer campanhas e atender mais sem-abrigo — dá agora cerca de 400 banhos por dia.
O Largo da Carioca, onde o projeto funciona agora.

Klara Duccini é jornalista, brasileira, “carioca de gema” e está a residir no Rio de Janeiro, onde nasceu — enquanto o seu país, tal como o nosso, vive o embate, ali mais violento, da luta contra o coronavírus. A repórter, que já trabalhou na TV Globo, no Brasil, e na NiT, em Portugal, já fez um relato na primeira pessoa da situação no seu país, quando tudo começou a dar sinais de que havia problemas. 

Agora a jornalista conta, na primeira pessoa, a história incrível de um homem que conheceu e entrevistou: um empresário de sucesso que, em plena pandemia, dedica o seu tempo livre a restaurar a dignidade dos sem-abrigo, um banho de cada vez.

Rio de Janeiro, maio de 2020. Mais de 390 mil infetados no Brasil, mais de 24 mil mortos por Covid-19.

Mais do que um ato de higiene, tomar um simples duche ajuda a resgatar a dignidade de quem não tem uma casa e mora nas ruas das cidades. Ricardo Tavares, 53 anos, empresário do ramo de TI (tecnologias da informação), deu-se conta da importância deste ato ao assistir uma reportagem na televisão.

O brasileiro já tinha o costume de distribuir um prato de comida para os sem-abrigo à noite, após sua rotina de trabalho, mas sempre sentiu a necessidade de fazer mais por aquelas pessoas.

“Certo dia, vimos uma reportagem em que um jornalista vestia-se como um sem-abrigo e batia à porta das pessoas para pedir para usar a casa de banho para tomar uma duche, porque ele ia se encontrar com o filho. Devido ao mau cheiro, ninguém permitia. Neste dia, tivemos a ideia de pesquisar sobre duches móveis na Internet”, contou Ricardo Tavares, presidente da Organização de Reintegração e Estímulo à Socialização (Ores).

O projeto passou a existir no papel em fevereiro de 2017 e foi colocado em prática em dezembro do mesmo ano. Duas vezes na semana, homens e mulheres que moravam nas ruas podiam tomar uma duche no Largo da Carioca, em pleno Centro da cidade do Rio de Janeiro, receber uma roupa limpa e ainda comer uma sandes confecionada pelos voluntários da ONG. Em 2019, a casa de banho móvel com quatro duches instaladas atendia em média 120 pessoas por dia.

“O resultado foi dez vezes maior do que o esperado. Achamos que estas pessoas não gostam de se lavar, mas a procura foi enorme e a aceitação por parte delas foi incrível”.

Em março de 2020, quando aumentou a preocupação na cidade do Rio de Janeiro com o crescimento dos casos de coronavírus, atender esta população que vive em situação de extrema vulnerabilidade tornou-se ainda mais importante.

“Estas pessoas não têm a quem recorrer e, muitos deles, sobrevivem de doações feitas por quem frequenta o Centro do Rio de Janeiro. Com o isolamento social, os sem-abrigo ficaram ainda mais desamparados”, explica o presidente da Ores.

Diante da pandemia, a ONG passou a fazer campanhas nas redes sociais para angariar mais dinheiro e atender os sem-abrigo com maior frequência. A ação passou a funcionar todos os dias da semana, das 6h30 até às 13 horas. Ao todo, são cerca de 400 banhos por dia.

Quem procura o projeto recebe um kit básico com toalha de banho e sabão líquido. Uma vez por semana, a ONG também consegue disponibilizar kits mais completos com champô, pasta e escova de dente, entre outras doações.

No Brasil, uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Económica Aplicada revelou que há cerca de 101 mil pessoas a viver nas ruas. Segundo a Ores, apenas a cidade do Rio de Janeiro tem nove mil pessoas nesta situação.

O autocarro que está a ser restaurado.

Através de doações e às custas de muito suor, Ricardo Tavares dedicou os últimos dias a adaptar um autocarro, que ele chama de “autocarro da cidadania”, para atender a mais pessoas, em mais pontos do Rio de Janeiro.

Quando inaugurado, o veículo vai ter capacidade para atender diariamente 320 pessoas. Serão quatro cabines com duche, uma sala para corte de cabelo e uma sala para o atendimento médico e de uma assistente social.

Para fazer uma doação para o projeto da casa de banho itinerante da Ores é preciso entrar em contacto pelo Whatsapp do telemóvel +55 21 969086969 ou pelo email contato@nullores.org.br.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT