Viagens

Contra todas as regras, brasileiros juntam-se para festas nos bares do Rio de Janeiro

No primeiro dia da reabertura dos bares, milhares dançaram e beberam nas ruas, sem distanciamento e sem máscaras.
O cenário foi este por toda a cidade.

Esta quinta-feira, 2 de julho, foi o primeiro dia de reabertura dos bares no Rio de Janeiro. A autarquia acedeu aos pedidos de clientes e proprietários e impôs regras: uso obrigatório de máscara, distanciamento social e encerramento até às 23 horas. O que se viu nas ruas foi tudo menos isso. Foi um regresso à normalidade numa cidade onde a pandemia ainda está longe de atingir números seguros.

Nas ruas do Leblon, as esplanadas cheias de gente, sentada e de pé a beber até de madrugada, é uma visão perfeitamente comum. Nem tanto numa fase em que os infetados no Rio de Janeiro continuam a ser cada vez mais. Os vídeos das festas chegaram às redes sociais e geraram uma onda de indignação.

É possível ver centenas de pessoas sem máscaras e a desrespeitar todo e qualquer distanciamento social. Segundo a “Globo”, em algumas zonas, os grupos mantiveram-se nas ruas para lá da meia-noite. Esta quinta-feira, 3 de julho, registaram-se mais 134 mortes, que elevam as vítimas mortais a um total de 10.332, sendo que a maioria provém do Rio de Janeiro (6.689).

O Brasil segue na lista negra logo atrás dos Estados Unidos como o país mais afetado, com um total de mais de 60 mil mortos e 1,4 milhões de casos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT