Turismos Rurais e Hóteis

My Mood: passámos a noite no edifício histórico que se transformou no 1908 Lisboa Hotel

O melhor é que nem precisa de sair para ter uma boa refeição. O restaurante Infame serve todos os visitantes, sejam hóspedes ou não.

Vai querer visitar.

Desde 14 de fevereiro que está aberto ao público e que surpreende os hóspedes. A culpa é da irreverência, aliada à modernidade e conforto. O 1908 Lisboa Hotel, agora totalmente renovado, recebe o nome do ano em que o autor do projeto, Adães Bermudes, foi reconhecido com o prémio Valmor — uma distinção aos edifícios com a melhor qualidade arquitetónica da cidade. 

Logo à entrada percebemos que o estilo é bastante diferente daquele que a fachada transmite: há uma libelinha gigante no lobby bar e um besouro na receção, ambas da autoria do artista Bordalo II. Mas não são as únicas obras de arte que vai encontrar até ao caminho para o seu quarto. Na verdade, o hotel tem uma exposição permanente sempre em evolução, com peças de vários artistas portugueses — Vanessa Teodoro, Bordalo II, David Olivera e Irmãos Marques, são alguns dos nomes.  

Os 36 quartos, com vista para a Avenida ou para o Largo, vão dos 120€ aos 260€ por noite consoante as épocas. Com excepção para a maior suite do hotel, chamada “The King of Dome”. Tem uma escadaria em caracol até à cúpula do edifício o que faz dele um quarto especial – a estadia fica entre os 440€ aos 645€. A boa novidade é que, independentemente do preço e do quarto, tem sempre o pequeno-almoço incluído. 

Este é um hotel que não está apenas interessado na acomodação dos clientes mas também em conseguir proporcionar uma experiência positiva durante toda a estadia na cidade, e não só no hotel. Por isso não estranhe se lhe quiserem dar dicas sobre o que fazer e os melhores sítios para visitar.

Além dos conselhos turísticos o hotel tem telemóveis disponíveis para todos os hóspedes, que ajudam a planear os percursos pela cidade.

Depois de descobrir a cidade, colina acima, colina abaixo, é normal que tenha fome. O melhor é que nem precisa de sair do hotel para ter uma boa refeição. O restaurante Infame está no mesmo edifício e serve todos os visitantes, sejam hóspedes ou não.

Tem comida de todo o mundo, e entre uma pasta vegetariana com o nome do prémio de 1908, ao prato de camarão tigre grelhado, os preços variam entre os 11€ e os 33€ por prato. Para quem acorda tarde ao domingo, há brunch a partir de 10€ por pessoa.

O 1908 Lisboa Hotel foi o espaço escolhido pela NiT para mais uma sugestão de locais a visitar. Este é o décimo programa da web series “My Mood” apresentada por Inês Gutierrez – em parceria com o LICOR 35 – onde todos os domingos há uma nova sugestão. Dê uma olhadela. 

Este artigo foi escrito em parceria com a Licor 35.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT