turismos rurais e hotéis

Casas da Ria: já pode dormir numa casa-barco de sonho no meio da Ria Formosa

Abriu em outubro no Algarve, está a receber os primeiros clientes e garante uma experiência inesquecível num dos ambientes naturais mais incríveis do país  — e a preços amigos.

É um sonho e um projeto de dois irmãos, agora tornado realidade. A Casa da Ria – floating experience é uma embarcação-alojamento criada por uma empresa familiar, em perfeita harmonia com a natureza e num dos espaços mais incríveis e procurados no País: a Ria Formosa, no Algarve.

É nas suas águas calmas e cheias de conquilhas, com cheiro a iodo e a verão, que a partir de agora pode dormir em qualquer altura do ano, com conforto e segurança, numa casa-barco construída em Portugal. Esta casa sem fundações é 100% ecológica, autossuficiente, movida a luz solar e tem mesmo a sua própria estação de tratamento de águas residuais.

O projeto é um sonho antigo de Pedro Palma, 31 anos, formado em gestão hoteleira na escola de hotelaria e turismo de Faro, que trabalhou durante os últimos dez anos em hotéis. Na última passagem por Lisboa, já com o regresso definitivo a Faro em mente, resolveu criar o seu próprio negócio, apostando num alojamento alternativo.

Para concretizar o projeto juntou-se à irmã, Marina, de 44 anos. Marina não nasceu para o turismo: é licenciada em Gestão de Empresas pela Universidade do Algarve com um MBA em Marketing e mestrado em Musicoterapia e trabalhou durante 10 anos na área da gestão. Mas depois de se aventurar por Espanha, Reino Unido e vários países em África onde desenvolveu trabalho de voluntariado, regressou a Faro com a vontade de criar um negócio inovador e com caráter ecológico na terra onde cresceu. E encontrou-o, no sonho do irmão.

Pedro e Marina contam à NiT que a Casa da Ria nasceu assim da vontade comum de uma família (“a mãe e o irmão do meio também dão uma boa ajuda”, frisam) em criar um alojamento diferenciado na sua terra.

A escolha do local foi fácil. “Com o desejo de criar uma opção ecologicamente sustentável e integrada na natureza, foi óbvia a decisão de aproveitar os recursos únicos da magnífica Ria Formosa”, explica Pedro. “E após alguma análise, chegámos à conclusão que dentro disto, o mais original, viável e sustentável seria mesmo um barco-casa”.

Descobriram uma construtora portuguesa e decidiram então avançar, conta, adiantando ainda que o projeto tem o apoio do IEFP e está ao abrigo do programa PAECPE.

Ao idealizar a transformação do sonho em realidade, os irmãos Palma procuraram um barco-casa diferente do convencional, onde o espaço habitacional estivesse acima da linha de água. “E em que se potenciasse a vista sobre esta maravilha que é a Ria Formosa”, acrescenta o empresário.

Inspirado na arquitetura moderna, com linhas simples, a Casa da Ria promete o conforto de uma qualquer casa, com muita iluminação e ventilação. E, apesar da vista que consegue ter do seu interior, os irmãos não quiseram prescindir de um rooftop, “onde o panorama é inigualável.”

Quanto à decoração, “não precisámos de muito. Costumamos dizer que a embarcação decora-se por si, basta abrir as cortinas”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT