Viagens

Nesta praia francesa todos os lugares são marcados com cordas — e pode reservá-los

Em La Grande-Motte pode marcar tudo, sem pagar. A primeira praia com lugares no país abriu e parece estar a ser bem-sucedida.
Foto partilhadas no Instagram.

À medida que o tempo aquece e que a praia começa a apetecer mais, um pouco por todo o mundo se procuram soluções para tentar normalizar o regresso a banhos, tanto de mar como de sol, o mais breve possível — sempre em segurança.

Em Málaga, uma autarquia local está a desenhar quadrados, ou zonas de 2,5 metros no areal como medida a aplicar aquando do regresso às praias; em Itália, surgiu uma proposta de cubículos de acrílico entre banhistas; em Cádis, as autoridades locais chegaram ao ponto de espalhar lixívia no areal, criando um problema ambiental.

Em Portugal, a Câmara Municipal de Torres Vedras já definiu as medidas a implementar no âmbito da época balnear deste ano, e estas incluem que as praias de Santa Helena, do Guincho e Formosa, praias urbanas de Santa Cruz, com areais mais pequenos, contem com recepcionistas de praia para receber os banhistas e gerir a capacidade de carga das praias.

Agora, em França, uma praia em La Grande-Motte, em Hérault, decidiu criar lugares na areia, delimitados por cordas. Estes são acessíveis mediante reserva gratuita, feita através da Internet, adianta a “France3“. 

Apesar de gratuito, o sistema é restritivo, porque para se bronzear na praia os veraneantes têm que reservar sua localização com 48 horas de antecedência no site do Posto de Turismo local. Chegado o dia marcado, só podem passar três horas de manhã ou três à tarde, para usufruir de um de 66 espaços bem delimitados por estacas de madeira e cordas para 2, 4 ou 6 pessoas.

Em Portugal, a época balnear recomeça a 6 de junho — apesar de este fim de semana já ter havido enchentes nas praias. Nas novas regras para a abertura dos areais, que serão aplicadas a partir desse dia, está definido que deve ser mantido um distanciamento de um metro e meio entre pessoas que não façam parte dos mesmos grupos e um afastamento de três metros entre chapéus de sol, toldos ou colmos. Todas as atividades desportivas com duas ou mais pessoas — como jogos com bolas, discos ou raquetes — estão interditas, à exceção das aulas de surf ou desportos náuticos.

Os toldos, colmos ou barracas só podem ser alugados de manhã, até às 13h30, ou à tarde, a partir das 14 horas. Além disso, haverá um máximo de cinco utentes por cada zona. E à entrada das praias, a sinalização “tipo semáforo” vai funcionar como uma recomendação que será anunciada por cores: verde para indicar uma ocupação baixa (cerca de um terço); amarelo para ocupação elevada (dois terços) e vermelho para ocupação plena.

As informações sobre a ocupação das praias vão então ser atualizadas de forma contínua, em tempo real, na app Info Praia (disponível gratuitamente para iOS e Android) e no site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA). 

Será ainda impedido o estacionamento fora dos parques e das zonas de estacionamento estabelecidas. Por motivo de proteção pública, poderá ainda ser interditada a entrada nas praias, caso as novas regras sejam quebradas pelas concessionárias ou pelos visitantes.

Poderão ainda ser definidos corredores de circulação, paralelos e perpendiculares à linha da costa. Os bares, restaurantes e esplanadas terão de ser limpos, no mínimo, quatro vezes por dia; a sua capacidade deve ser limitada a 50 por cento; e as esplanadas poderão ser reorganizadas para garantir a distância de segurança.

Os vendedores ambulantes terão de usar obrigatoriamente máscara e viseira e devem circular pelos tais corredores de circulação, respeitando o distanciamento social.

O uso de gaivotas, escorregas ou chuveiros interiores será proibido e os chuveiros exteriores, espreguiçadeiras, colchões e cinzeiros de praia devem ser higienizados diariamente ou sempre que mudem de utilizador. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT