Back in Town

Porto: entrar em zonas de acesso condicionado pode custar 7,5€ por 15 minutos

A Câmara do Porto está a estudar a possibilidade de mudar as regras de circulação.

Mudanças, mudanças, mudanças.

As regras de circulação podem vir a mudar em Cedofeita, Flores, Ribeira, Santa Catarina, Santo Ildefonso e Sé. Segundo avança esta sexta-feira, 15 de setembro, o jornal “Público”, a Câmara do Porto quer proceder a alterações nas zonas de acesso automóvel condicionado. Como? Passando a cobrar 7,5€ por cada 15 minutos de entrada nessas áreas.

Os residentes e comerciantes que têm lugares de estacionamento nessas zonas não têm de se preocupar com nada — desde que deixem o carro no local correto, claro. Quem tiver autorização de acesso tem isenção de pagamento durante 30 minutos por cada vez que entra nas zonas de acesso automóvel condicionado. Mas há uma condição: não podem aceder em simultâneo mais do que um veículo por morador ou comerciante.

Mais complicada vai ser a situação para os fornecedores. Existe uma isenção, é verdade, mas apenas de 15 minutos e em horários previamente definidos. As empresas de transporte de passageiros, como os táxis, Uber, Cabify, entre outros, têm o mesmo tempo de isenção e podem entrar nas zonas em qualquer altura.

Então e porquê estas alterações? Segundo Cristina Pimentel, vereadora da Mobilidade, o objetivo é “clarificar as normas de condições de acesso e permanência nas ZAAC”; “estabelecer maior racionalidade no acesso dos residentes e comerciantes e uma melhor utilização e gestão do espaço público”; “controlar o tempo de permanência das viaturas”; e “garantir a segurança em zonas com elevada afluência de pessoas”, escreve o jornal “Público”.

As novas regras propostas para o Código Regulamentar do Município do Porto vão ter um período de discussão pública de 30 dias, que deverá ser aprovada na próxima terça-feira, 19 de setembro — é para esse dia que está agendada a última reunião do executivo prevista para este mandato.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT