na cidade

O calor ainda mal chegou, mas o caos já voltou às praias da Arrábida

A época balnear só arranca a 15 de junho. Contudo, o sol do último fim de semana já levou as pessoas — e o trânsito — à região.
Acesso às magníficas praias volta a dar problemas.

A autarquia fez mudanças e criou regras para acabar de vez com os problemas de trânsito recorrentes nos acessos às praias da Arrábida, mas cada vez que o calor chega — sobretudo se acontece fora da época balnear e das restrições a automóveis —, eles voltam.

No passado fim de semana, 4 e 5 de maio, as temperaturas em Setúbal chegaram perto dos 30 graus Celsius — o distrito tem sido, aliás, dos mais quentes do País nos picos de calor que já se fizeram sentir este ano. E, apesar da semana chuvosa, isto vai voltar a acontecer no próximo fim de semana: para domingo, 12 de maio, são esperados 35 graus no distrito de Setúbal, novamente um dos mais quentes de Portugal.

No sábado passado, 4, dia de sol, milhares de setubalenses e visitantes decidiram assim matar saudades das magníficas praias da Serra da Arrábida. Problema: perto de Galapos “não se conseguia passar”, revelou uma publicação no Facebook. Ali, centenas de comentários corroboraram a situação: “Queria ir à Arrábida mas tive que voltar para trás, que estava uma fila completamente parada”, escreveu uma banhista. “Depois reclamam da autarquia ter fechado o acesso o ano passado. Falta de civismo”, disse outro. Muitos falam em problemas de segurança graves, como se houver uma necessidade de evacuação ou um incêndio. Ou pedem que as cancelas que impedem os carros fechem ao fim de semana.

Por causa destas questões recorrentes todos os anos, em 2018 a Câmara de Setúbal decidiu acabar com os carros nas praias. Depois de em 2017 a GNR ter rebocado e multado centenas de veículos, a autarquia anunciava, em abril de 2018, que nesse ano o trânsito iria estar cortado nos acessos às praias da Arrábida, entre Figueirinha e Creiro, durante toda a época balnear.

Uma foto de dia 4 de maio, partilhada nas redes sociais.

A medida avançou mesmo, entre 1 de junho e 16 de setembro, e durante esse tempo nenhum carro sem ser prioritário ou de transporte público passou. O “Arrábida sem Carros” veio acompanhado de outras medidas, como a criação de parques de estacionamento pagos e de transporte entre o Parque da Secil e a Praia da Figueirinha (1€ ida e volta) para levar os banhistas ao mar, bem como noutros pontos de Setúbal, como o Centro Comercial Alegro e a Praia de Albarquel.

Assim que a época balnear terminou, tal como a NiT noticiou então, acabou também a interdição e voltaram novamente os problemas de trânsito: centenas de carros estacionados na berma e uma dificuldade enorme em circular foram sentidos nos dias quentes do final de setembro.

Agora, teme-se que tal volte a acontecer nos dias de calor antes do controlo aos carros se iniciar. Sobretudo porque, apesar de a Câmara de Setúbal já ter anunciado que o “Arrábida sem Carros” volta em 2019, este ano a época balnear só começa a 15 de junho — estando ainda pouco claro se só aí começarão as restrições ao trânsito. 

De acordo com o “Diário da Região“, a época balnear nas praias da Serra da Arrábida arranca este ano 15 dias mais tarde devido à dificuldade da colocação de nadadores salvadores. “Tradicionalmente, a época balnear no concelho de Setúbal inicia-se sempre a 15 de junho. O ano passado iniciou-se mais cedo devido ao arranque da Campanha ‘Arrábida sem Carros’ e a pedido dos concessionários”, disse fonte da autarquia ao jornal.

O mesmo adiantou que este ano é, na verdade, esperada uma maior afluência de pessoas, devido aos novos passes únicos que abrangem a localidade. A autarquia garante, por isso, que vai “dar prosseguimento ao programa iniciado no ano passado, ‘Arrábida sem Carros’, continuando o reforço na segurança das pessoas e na aposta do uso do transporte público para o acesso às praias”, diz o jornal.

Este meio regional explica ainda que este ano vai também haver reforço de transportes públicos, melhoria da segurança dos peões através da colocação de pilaretes naturalizados ao longo da estrada entre Figueirinha e Creiro, e também um novo passeio pedonal para ir até à Praia da Albarquel, que deve estar concluído antes do verão — nas redes sociais já há fotos deste passeio, quase terminado e elogia-se a medida.

A requalificação do Parque da Comenda, o reforço no controlo dos acessos à praia de Albarquel e Portinho da Arrábida, a gestão regular do Parque de Estacionamento do Creiro e a concretização da candidatura ao programa “Turismo Acessível” nas praias de Albarquel e Figueirinha são outras das novidades anunciadas pelo jornal.

Sobre os acontecimentos do passado fim de semana e o que está previsto para garantir a mobilidade nas próximas semanas, a NiT contactou a GNR e a Câmara Municipal de Setúbal. Da autarquia não obteve resposta em tempo útil, mas a GNR esclareceu que, “à semelhança dos anos anteriores, apesar de a época balnear só começar a 15 de junho, a GNR juntamente com a Câmara Municipal de Setúbal e várias outras entidades, já estão a tomar medidas no sentido de diminuir os constrangimentos sentidos por todos os que se deslocam às praias da Arrábida”, sem especificar, no entanto, quais são essas medidas.

Relativamente aos dias 4 e 5 de maio, confirma esta força, “já foi registado um elevado fluxo de pessoas, tendo sido registada alguma demora no normal desenrolar do trânsito”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT