Na cidade

O novo autocarro panorâmico de Lisboa é o mais inovador do mundo

É único, pioneiro e cheio de multimédia. Tem vista total dos lados e de cima, mas aqui não chove. À frente, vídeos com histórias e dados sobre a cidade.
É incrível.

São uma das grandes invenções para quem gosta de conhecer as cidades mas tem pouco tempo para o fazer; para os que apreciam saber detalhes, história e cultura mas receiam perder algo quando visitam um novo sítio, de ficar sem ver aquele monumento ou bairro que era, afinal, o mais icónico. Finalmente, são uma também uma maneira divertida e original de os próprios habitantes de uma cidade a explorarem e redescobrirem: e de passarem um dia a conhecer detalhes, histórias e recantos do sítio onde moram.

Se nunca experimentou, acredite: fazer um passeio num autocarro panorâmico compensa sempre e, mesmo na sua própria cidade, fá-lo sentir um turista em casa e amealhar informações e detalhes com os quais provavelmente nem sonhava. E agora há mais uma opção na capital que é, diz a startup que a lançou, a mais inovadora do mundo.

Começou a ser testado nos últimos dias de julho, no centro de Lisboa, um autocarro panorâmico para turistas completamente inovador e com caraterísticas que não existem em mais nenhuma cidade: tem vista total dos lados e por cima — e, à frente, tem um ecrã que, por vezes reproduz a rua que se está a percorrer, e noutras ocasiões passa pequenos vídeos que descrevem os locais que está a atravessar, dando apontamentos históricos sobre a cidade e o País ou, então, contando os costumes e as singularidades dos bairros lisboetas e dos seus habitantes.

Segundo explica fonte da nova empresa à NiT, os passeios panorâmicos são um sucesso em todo o mundo, mas o responsável por este novo projeto turístico inovador sempre lhes encontrou três limitações: mostram a cidade, mas não a explicam; são desconfortáveis sempre que chove, faz frio ou há muito calor; e perdem interesse quando cai a noite.

O Smart Sightseeing surgiu assim com o o objetivo de ultrapassar estas limitações. É uma versão 2.0 dos tradicionais sightseeing: explica o melhor da cidade numa linguagem divertida, opera à noite e tem sempre o maior conforto, independente do estado do tempo, já que é coberto, ainda que panorâmico.

“Lançámos este autocarro único em plena crise turística porque entendemos que é nestas alturas que a inovação é mais importante”, explica Paulo Parreira, responsável por esta empresa de inovação turística nascida na Startup Lisboa. “Sentimos que estamos a fazer algo pelo futuro do turismo em Portugal: quando o mercado retomar o seu fluxo normal, quem tiver inovado mais e qualificado mais os seus produtos e serviços vai ter grandes vantagens na retoma”.

No fundo, trata-se de um miradouro circulante, um anfiteatro sobre rodas, com vistas a 360 graus, bem como uma experiência multimédia. Aqui, segue a vista do condutor com uma câmara frontal, mas ouve também os sons da cidade e vídeos explicativos. No fundo, conhece o melhor do centro de Lisboa e também a história, o caráter e a vivência da capital. Além disso, o transporte é confortável, espaçoso — só leva 18 passageiros de cada vez — e claro, climatizado.

No autocarro que todos os dias parte de hora a hora dos Restauradores (em frente ao Palácio Foz) para passeios de 50 minutos, os turistas passam a ter disponível uma mistura de passeio e de miradouro com um espetáculo multimédia. Durante toda a viagem os visitantes estão sempre a ouvir informações sobre os sítios onde estão a chegar, convidando-os a olhar para os pontos mais interessantes. E, entre cada um dos locais, são projetados 26 vídeos com uma atriz, imagens aéreas, virtuais e animadas.

Todos os vídeos que passam estão dobrados em inglês, francês, espanhol, alemão e chinês (mandarim). E há alguns de reserva, para o caso de haver um acidente numa das ruas onde o autocarro esteja a passar ou um engarrafamento que atrase a viagem: nesse caso, ajudam-se os turistas a passar o tempo de uma forma interessante com, por exemplo, um vídeo que conta a história do pastel de nata.

Segundo adianta a empresa, a animação que é feita à volta da atriz que vai falando ao longo da viagem “acentua o tom alegre das suas tiradas”. Mas isso não impede, explica, que seja dada informação fidedigna sobre a origem dos lugares, a sua evolução ao longo do tempo. Ou, até, informações verdadeiramente originais: poucos portugueses saberão, por exemplo, que os historiadores se inclinam cada vez mais para a possibilidade de o nome Tejo ter origem numa árvore comum em Lisboa.

Há também informação sobre o clima, a luz da cidade, as suas festas populares ou a sua gastronomia. E, embora de uma forma sintética, os passeantes estão sempre a ser informados das caraterísticas dos bairros por onde vão passando: Mouraria é “onde nasceu o fado”, Alfama tem “origem muçulmana”, o Chiado é “cosmopolita”, o Príncipe Real “o bairro ‘trendy’, com muitos artistas e designers”, a Avenida da Liberdade a “zona de luxo, com lojas caras”.

Na sua viagem inaugural, a 27 de julho, o autocarro Smart Sightseeing teve como passageiros a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, o vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, Miguel Gaspar, e o diretor executivo da Startup Lisboa, Miguel Fontes. Os preços variam entre 15€ por adulto e 9€ por crianças e as reservas podem ser feitas online

Em tempo de pandemia, resta apenas saber que o veículo funciona com um purificador e esterilizador do ar e que o uso de máscara é obrigatório.

De seguida, carregue na galeria para conhecer melhor o novo autocarro panorâmico de Lisboa.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT