Na cidade

Governo decreta o fim do estado de calamidade nas 19 freguesias da AML

Conselho de Ministros aprovou a medida esta quinta-feira, 30 de julho. A Área Metropolitana de Lisboa passa assim a estar toda em estado de contingência.
Créditos: Sara Santos (Pexels)

Vão terminar as restrições impostas aos habitantes das 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa (AML) que registavam um maior número de novos casos de Covid-19. O governo aprovou esta quinta-feira, 30 de julho, em Conselho de Ministros, o fim do estado de calamidade para estas localidades. A partir de dia 1 de agosto, passam a estar em estado de contingência, tal como todas as outras freguesias da AML. 

No final da reunião do executivo, a ministra de Estado e da Presidência, no final do Conselho de Ministros anunciou que “o conjunto de regras na Área Metropolitana de Lisboa permanecem, como o encerramento dos estabelecimentos às 20 horas, proibição de venda e consumo álcool às 20 horas, assim como as equipas multidisciplinares” se vão manter. Serão estas as regras a que vão agora estar sujeitas as 19 freguesias que até aqui estavam em estado de calamidade.

Na base da decisão do governo de terminar o estado de calamidade destas áreas está a evolução positiva da pandemia ao longo do último mês, nomeadamente uma redução de cerca de 30 por cento de novos casos na região.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT