Na cidade

Especialista de “Casados” ajuda-o a encontrar o par perfeito na vida real

Eduardo Torgal tem uma nova agência de relacionamentos com matches pessoais, o oposto das apps. A NiT falou com ele.
Liliana e Pedro, do programa da SIC.

Sem jogos, sem fotos falsas ou informações enganadoras, sem recurso a aplicações e sempre com apoio. Para as pessoas reais que estão à procura de outras pessoas e relações reais, tendo a combinação feita de forma personalizada e individual — e não por algoritmos —  há uma nova ferramenta em Portugal. Eduardo Torgal, um dos especialistas do programa de sucesso da SIC, “Casados à Primeira Vista”, tem uma nova agência de relacionamentos, diferente de todas as outras. E promete juntar os solteiros do País que precisam de ajuda.

A empresa chama-se Match74 e foi lançada no início do mês de outubro. Os fundadores são o coach Eduardo Torgal e a sua mulher, a também especialista em relações, Joana Carvalho Costa.

Não é uma agência de encontros, mas sim de relacionamentos, frisam. Aqui o objetivo é encontrar compatibilidades de perfis e personalidades, valores e anseios. Um pouco como no programa da SIC, mas na vida real e sem câmaras de televisão — e alianças, pelo menos para já.

O “Casados à Primeira Vista” foi um dos impulsionadores da ideia, mas desde que se especializara na área, Eduardo Torgal já tinha descoberto uma realidade inevitável: a enorme quantidade de solteiros que procuram o amor, e que pedem ajuda para o encontrar. Nas suas consultas, conhecia pessoas especiais, com vidas especiais onde só faltava o amor e quem as completasse. “E posso adiantar que muitas dessas pessoas eram tão especiais e extraordinárias que se não fosse por sigilo profissional tinha apresentado muitos deles”, confessa. E por isso a agência.

Aqui, a metodologia base é o Eneagrama, um método certificado de mapeamento de perfis de personalidade, segundo o qual os coaches conseguem entender diferentes parâmetros da vida de cada um, para que possam criar uma relação de namoro. A equipa faz uma análise cuidada dos perfis e junta pessoas que, tendo perfis compatíveis, estejam também no mesmo momento de vida.

Para iniciar o processo, basta agendar uma entrevista telefónica gratuita com a Coach Adviser Joana Carvalho Costa, onde é feita uma primeira análise ao momento de vida do cliente, e onde é validado o interesse de viver uma relação séria. Depois, é deixar-se ir nas mãos dos especialistas. Eles procuram pessoas compatíveis, fazem uma seleção minuciosa. apresentam os perfis que se ajustem e acompanham depois, não só o primeiro encontro como a relação.

Para saber tudo sobre a agência, como pode recorrer a ela, quais os métodos, objetivos, valores e o que está bem (e mal) nos relacionamentos atuais, a NiT falou com Eduardo Torgal. E claro, também quisemos saber a sua opinião da nova edição de “Casados”.

Qual foi o seu percurso profissional até ao momento em que se associou ao programa? Como se tornou num Coach?
Em 2004, com o nascimento da minha primeira filha, uma questão não parava de assombrar os meus pensamentos: “Que exemplo, que legado, que forma de ver a vida queres deixar para este novo ser que se prepara para chegar?”. A minha vida era preenchida a todo o instante por reuniões e chamadas telefónicas, com horários loucos e devoradores de energia. A constatação de que estaria longe de ser o exemplo que gostaria deixou-me com a sensação de estar num beco sem saída.

A saída surgiu quando recordei uma angustiante pergunta que sempre fazem a todas as crianças: ” O que queres ser quando fores grande?”. Isso fez-me pensar que muitas decisões que tomei na minha vida foram tomadas pela mesma resposta que dava quando era pequeno: “Não sei”.

Por isso, em 2004 escolhi que quero passar a minha vida a transformar vidas. A minha e a de todos os que aceitem esse desafio ou chamamento de viver com significado. Então surgiu a Eneacoaching onde me dedico ao Coaching, ao Eneagrama e à transformação, apoiando outros a concretizar o  sonho de viver o sonho das suas carreiras e relacionamentos.

Em 2018, com a participação na primeira temporada de “Casados à Primeira Vista” da SIC compreendi que as preocupações de alguns dos meus clientes era também as de milhares de portugueses. Saber encontrar alguém especial que complete a sua vida é mais que uma preocupação, é uma prioridade para que as suas vidas ganhem ainda mais sentido. Em 2018 tive igualmente a oportunidade de me formar numa organização britânica de Matchmaker e em 2019 criei a agência de relacionamentos Match74.

Eduardo Torgal.

Como surgiu a ideia de ter a sua própria agência?
Acabei por me especializar em Coaching de relacionamentos em 2012. E desde então os relacionamentos têm sido um forte complemento do meu Coaching Executivo, que exercia desde 2004. E muitas vezes nas minhas sessões escutava em tom de desabafo e tristeza clientes referirem que: “tudo na minha vida está bem excepto um pequeno detalhe. Um pequeno detalhe que começa cada vez mais a ter um grande impacto com o passar do tempo: o facto de estar sem relação”.

E posso adiantar que muitas dessas pessoas eram tão especiais e extraordinárias que se não fosse por sigilo profissional tinha apresentado muitos deles. Confesso que esta ideia “absurda” ficou nas conversas de casa com a Joana. Mas ganhou forma em 2018 com a participação na primeira temporada de “Casados à Primeira Vista” da SIC. E aí compreendi que as preocupações de alguns dos meus clientes era também as de milhares de portugueses.

Encontrar alguém com quem possamos comemorar as nossas vitórias e possamos contar nos momentos dos momentos menos felizes, é algo a que muitas pessoas não têm acesso. O seu ritmo profissional e os circuitos cada vez mais fechados que criamos hoje em dia, a adicionar à natural falta de tempo de qualidade, deixam pouco espaço para encontrar alguém especial.

Quem são os envolvidos no projeto?
Na equipa tenho o privilégio de ter a minha esposa Joana Carvalho Costa que como Coach Adviser faz a coordenação de equipas de terreno e faz a primeira triagem dos potenciais clientes. A primeira entrevista pretende garantir que os clientes que seguem ao próximo nível estão comprometidos para uma relação de seriedade. No terreno contamos neste momento com 12 profissionais formados na nossa metodologia no Instituto Eneacoaching que têm um papel determinante no processo de selecção dos clientes.

No que constitui resumidamente o desenvolvimento do processo?
Qualquer potencial cliente que nos contrata tem uma entrevista com a nossa Coach Adviser. A primeira reunião é telefónica e tem a função de seleccionar as pessoas que estão verdadeiramente prontas para assumir um relacionamento. Numa segunda fase têm uma reunião com um dos nossos Dating Coaches que apura o perfil de personalidade segundo o Eneagrama e apura questões chave do perfil sócio-culturais do cliente e as suas expectativas para um futuro relacionamento. Nessa fase o Dating Coach aconselha qual a melhor opção para o cliente dentro da agência. O cliente preenche depois em sua casa algumas informações complementares e caso seja seleccionado para um programa de Membership terá uma reunião comigo, para compreender padrões de relacionamentos passados e reais expectativas de relacionamentos futuros.

Terminado esse processo começa uma pesquisa activa para encontrar o match indicado para o momento do cliente. Encontrado esse match é enviado informação para ambos os perfis. Caso concordem são partilhadas fotos entre ambos. Mantendo a vontade do encontro os nossos Dating Coaches contactam os envolvidos para preparar os detalhes do encontro assim como preparar emocionalmente os clientes para o momento importante desse encontro.

No dia seguinte os nossos Dating Coaches obtêm indicações de como decorreu o encontro para cada um dos clientes e realizam-se as reuniões com ambos os participantes do encontro. O feedback dos encontros é sempre mediado pelos Coaches. Se este ainda não for o match ideal é efectuada uma actualização do perfil para chegar mais perto da relação ideal. Se for, acompanhamos os primeiros passos para o recente casal de namorados seguir o seu caminho. Em alguns planos estão incluídos programas de Coaching para garantir um inicio de relação estruturada e harmoniosa.

Qual a missão da agência?
A agência tem como missão ajudar pessoas a encontrar a sua alma gémea. Cumprindo o nosso lema “Connecting Love Stories”, o trabalho da equipa é juntar pessoas que estão na fase certa da vida para encontrar alguém especial para viver uma relação. Fazemos todo o trabalho de procurar activamente esses matches e proporcionar os encontros de forma a que se possa desenvolver o namoro com o apoio de uma equipa especializada em coaching de relacionamentos. O nosso cliente é uma pessoa que está em equilíbrio na sua vida e que sente que está a faltar uma peça importante para ser ainda mais feliz. Hoje em dia é cada vez menos fácil de ter tempo de qualidade para encontrar relações que possam acrescentar mais harmonia e felicidade.

O que a difere das outras? Diz ser a primeira Agência de Matchmaking em Portugal, com serviço personalizado, cara a cara?
Do estudo que fizemos antes do lançamento, compreendemos que muitas pessoas se refugiam nos sites de encontros por falta de alternativa. Muitas das pessoas que entrevistámos relatava o tempo necessário de investimento para conhecer alguém disposto a uma relação e a frustração sentida nessas redes. Perfis falsos, demasiado tempo na construção de uma relação à distância ou por um telefone ou computador que muitas vezes acabava no desapontamento de um encontro que em nada correspondia à expectativa — ou mesmo partilha de perfis e informações falsas. A Match74 faz todo esse trabalho de triagem para que os encontros dos nossos clientes possam respeitar o seu tempo e as suas expectativas.

É assim o oposto de apps? Colmatando os contras desse método?
O serviço da agência aposta na máxima proximidade e selecção dos nossos clientes para que os matches sejam relevantes, de qualidade e acima de tudo que respeitem sempre padrões de veracidade. Para isso há intervenções de diferentes pessoas da equipa até que os nossos clientes sejam considerados prontos para apresentação para um encontro.

O recurso a sites de encontros online é um fenómeno mundial. Mas há estudos de 2016 que mostram alguns dados sobre este sector: 10 por cento das pessoas desiste dos encontros online devido a frustração e à falta de veracidade dos dados. Os restantes 60 por cento têm uma relação intermitente, cancelando e reactivando o seu perfil por sentir falta de alternativa e 30 cento usa com regularidade ou para encontrar parceiro ou apenas para aventuras sexuais. 25 por cento das pessoas confessa sentir-se desconfortável ao usar sites de encontro.

São anualmente registados cerca de 50 milhões de euros perdidos em esquemas e fraudes criadas nesses sites de encontros e esse valor é claramente inferior devido à frequente resistência a queixas por vergonha ou por sentir que as mesmas não terão qualquer seguimento. Ainda assim muitas pessoa sentem que é a sua última opção para conhecer alguém.

Com a mulher e co-fundadora.

Sobre o método: o que é exatamente um Eneagrama e qual o seu impacto num match?
O Eneagrama é uma sabedoria milenar que estuda nove perfis de personalidade. Estuda as motivações base de cada perfil e assim como a sua forma de pensar, sentir e agir. Estuda igualmente os seus talentos, pontos frágeis e a forma como os mesmos perfis se relacionam entre si. Na construção de um match conseguimos compreender quais os principais desafios que podem surgir assim como a forma como cada um poderá potencial a melhor versão do outro. Com o Eneagrama elaboramos igualmente o Love Map e compreendemos quais perfis de personalidade melhor potenciam uma relação nesta fase particular na vida de cada um.

Quais as probabilidades de conseguirem um match certo?
Com o trabalho que é desenvolvido acreditamos que após o primeiro encontro ter sido bem sucedido as probabilidades são muito elevadas. O que garantimos na agência é que os padrões sócio-culturais, Love Map e momento de vida correspondam. Esses dados são partilhados antecipadamente antes do encontro. O encontro garante de parte a parte a questão de atração física da expectativa que foi criada pelas fotos e vídeos partilhados seja correspondida. Daqui para a frente é a construção de um namoro, muitas vezes assistido pelos nossos Coaches.

Quanto neste processo é afinal ciência, mensurável, calculável  — e quanto são incógnitas, emoções?
Nós recolhemos uma extensa lista de informações do cliente. A experiência da maioria dos nossos clientes é de que após o término do processo de candidatura compreenderam o que levou a que os seus relacionamentos tenham falhado e entendem agora o que realmente procuram. Essa consciência torna-se essencial na hora de escolher a pessoa certa para a relação. Passada essa fase vem uma parte não menos importante que é a atração física do match. Tal como um normal namoro. Digamos que a fase pré namoro é a nossa responsabilidade para evitar frustrações e expectativas desajustadas.

E na química, acredita? Sem ela, há match?
Quantas relações conhecemos que não tiveram química no primeiro momento em que se encontraram? A química é criada tendo como base muitos factores sócio-culturais, história de vida, personalidade. A nossa função na Match74 é ir um pouco mais longe. “Eu gosto de mulheres loiras” é uma afirmação que é muitas vezes proferida pelos nossos clientes. A nossa missão é ir para além disso. O que leva esse homem a afirmar isso? Qual a sua história de vida familiar e relacional que o leva a desejar isso. E assim muitas vezes o cliente ajudamos a entender um pouco mais sobre si e sobre o seu par ideal. E sempre que um primeiro encontro não é bem sucedido procuramos com a nossa equipa entender o que sucedeu e ajustar o seu perfil.

Para um solteiro interessado em experimentar a agência, como pode proceder?
O primeiro passo é preencher o formulário no nosso site e será contactado pela nossa Coach Adviser para uma primeira sessão de selecção. Esta relação procura garantir que todas as pessoas que seguem o processo na agência está pronta e comprometida para uma relação séria. 

Qual o principal publico-alvo desta agência?
Um primeiro critério que temos é que os nossos clientes tenham mais do que 35 anos. Este critério é apenas indicativo e não exclusivo, ainda assim procuramos que as pessoas que agenciamos tenham já experiência em relações anteriores e acreditem que este é o momento para uma relação séria e comprometida. Essa análise é efectuada desde o primeiro contacto com a agência.

Nós trabalhamos com dois públicos distintos com serviços distintos. Um público que o seu desafio é a falta de tempo, devido à sua carreira e compromissos profissionais, e que independente do pouco tempo que dedica aos relacionamentos acredita estar no momento certo para um relacionamento sério. Definimos esse cliente como Membership, e pertence habitualmente a alguns estratos sociais e profissionais, como exemplo: médicos, engenheiros, empresários, advogados, profissionais liberais, informáticos, jornalistas.

Temos ainda um público mais simples do ponto de vista social e cultural que com uma menor capacidade de investimento, ainda assim deseja um relacionamento que são o nosso cliente Club. Estes dois públicos são geridos em base separadas. Ou seja, salvo um desejo concreto de um cliente Membership procuramos que exista compatibilidade também do ponto de vista económico, social e cultural. Independente do segmento ou serviço todos os nossos clientes passam pelo mesmo rigoroso processo de entrevistas e selecção

Pode ser feito em qualquer ponto do País?
Neste momento o projecto arrancou com Lisboa e Porto. No inicio de 2020 abrirá em Aveiro, Coimbra, Leiria e Algarve.

E quais os custo associados?
O inicio do processo tem um investimento de 140 euros e dá direito a fazer parte do nosso programa Love Card. E neste caso após passar pelo processo de entrevistas passa a ter acompanhamento mensal com a nossa equipa online e fica em stanby na nossa base de clientes. Depois os nossos programas de Club e Membership têm acesso a uma procura activa de crossmatch e love hunting assim como uma acompanhamento mais de perto dos nossos Coaches e os investimentos variam consoante as diferentes serviços que incluam.

Com que objetivos? Relações de curta duração, longa, ambos?
É o cliente que define o objectivo do seu agenciamento. Ate ao momento 100 por cento dos nossos clientes agencia-se para relacionamentos de longa duração. Essa é a nossa missão também.

Porque acha que tantos relacionamentos hoje em dia falham e há tantos divórcios? Acredita naquela máxima que as pessoas agora desistem mais facilmente?
A sociedade em geral está menos preparada para lidar com a frustração. Tudo à nossa volta está desenhado e nos é mostrado como perfeito e sem lugar para falhas ou frustração. As redes sociais são uma máquina de mostrar uma realidade imaculada onde não há espaço para falhas ou frustrações. As relações, carreira, parentalidade entre outras são mostradas como realidades perfeitas. É um jogo de “faz de conta” que na verdade tem bem mais impacto que possamos imaginar. As pessoas tendem em transportar esse mundo idealizado para a sua realidade e sempre que a vida mostra dificuldades ou desafios tendem a desistir. Essa é uma realidade que não se esgota nos relacionamentos. Em diferentes outras áreas das vida como a profissão, as finanças, alimentação, parentalidade, empreendedorismo e outras, existe menos tolerância à frustração e um desejo secreto que tudo aconteça sem percalços ou sem desafios. E quando a realidade não corresponde com a idealização a solução mais fácil é desistir e fugir.

Terá também a ver com a maneira como procuram? Relacionamentos começados nas redes sociais e afins?
Quanto mais idealizado é a imagem criada mais fácil é criar desapontamentos e frustração. Ninguém partilha no Facebook ou noutras redes a forma como lida com a sua frustração e limitação. São imagens projectadas através de “filtros virtuais” que quando retirados no mundo real perdem o seu encanto e magia.

Sobre a nova edição do “Casados à Primeira Vista”: quais acha que são os casais com mais desafios este ano?
Temos um grupo muito heterogéneo e muito exemplificativo da sociedade portuguesa. Muitas relações que têm tudo para dar certo mas que precisarão de superar as suas dores e querer aceitar a sua história de vida para viver um novo futuro. Esta temporada irá trazer uma nova consciência sobre relacionamentos a todos os portugueses.

Os especialistas entendem à partida haver pessoas de personalidades muito diferentes ali? E se sim, com o que contam para que essas diferenças sejam ultrapassadas?
Há pessoas muito diferentes pela sua história de vida. Muitas histórias marcantes, que de alguma forma irão reflectir muitas dos desafios de relação de tantos portugueses que terão a oportunidade de trazer as suas relações para a mesa e pensar sobre elas. Esta é uma temporada que para além dos seus momentos surpreendentes deve ser vista com bloco de notas e caneta na mão.

Como explica o sucesso deste programa, mesmo a nível mundial? As pessoas procuram nos outros pistas para as suas relações?
Aliado às histórias apaixonantes que o programa sempre proporciona há conteúdo de muito valor numa das áreas mais importantes da nossa vida, os relacionamentos amorosos.

Desde o inicio da primeira temporada que eu e os meus colegas recebemos diariamente mensagens de agradecimento pelas aprendizagem que o programa trouxe às suas relações. E que tantas vezes superaram dificuldades nas suas relações porque se permitiram quebrar tabus da relação e avançar para patamares mais harmoniosos e conscientes, por assistir ao programa e às justificações dos especialistas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT