Covid-19: CTT fecha 18 postos de serviço e reduz horários de atendimento

A empresa vai também reforçar a limpeza de instalações e implementar o atendimento à porta fechada.

Numa fase em que o surto de coronavírus avança exponencialmente e já conta um morto, 331 casos confirmados e 2908 casos suspeitos em Portugal, os CTT anunciaram o encerramento de alguns postos de serviço, a redução de horários e o início do atendimento à porta fechada. Num total de 538 estações ativas, são 18 os postos que irão ser encerrados como forma de conter a pandemia no nosso País.

Segundo a empresa, o encerramento de alguns postos de serviço deve-se à “ausência de colaboradores pertencentes a grupos de risco de saúde, e também necessidades de assistência a filhos menores de 12 anos pelo encerramento das escolas”.

Em termos do horário de funcionamento das estações, a empresa refere que “terão também um horário em função do número de trabalhadores presentes” passando, assim, a fechar para almoço das 12h30 às 14h30, o que permite também que se faça uma melhor limpeza de todos os espaços.

De forma a minimizar todas as possibilidades de contágio, os CTT passarão, ainda, a ter um regime de atendimento à porta fechada  o objetivo é que o número de clientes dentro do espaço seja o mínimo possível, garantindo que se cumpra a distância de segurança mínima de acordo com as indicações da Direção Geral de Saúde.

Durante o atendimento, os colaboradores dos CTT poderão usar máscara protetora, luvas e desinfetante no atendimento de todos os clientes. “A fila de espera será efetuada à porta da loja, garantindo que os clientes em espera o façam num local arejado e que mantenham a distância mínima sugerida” explicam os CTT em relação ao atendimento à porta fechada.

Nos centros operacionais e nos edifiícios da empresa, vão também são implementadas novas medidas de segurança para assegurar o bem-estar de todos os colaboradores — uso de luvas, máscaras, gel desinfetante e uma limpeza dos postos de trabalho com maior frequência.

Nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, o subsídio social de mobilidade foi suspendo por um período inferior a 15 dias, e assinatura nos terminais dos carteiros ficará, também, suspensa. Os horários dos turnos vão também sofrer alterações, de modo a que sejam possível equilibrar o número de colaboradores como medida de prevenção.

Para consultar o horário dos postos que ainda se encontram abertos, pode consultar o site dos CTT, indicando o distrito, freguesia e concelho de residência.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT