Na cidade

Carnide lança despensa comunitária — todos levam o que precisam

Pode colocar alimentos ou tirar, fica à sua consciência. "Leve o que precisar, deixe o que pode".
Não é uma caixa solidária, é mesmo uma despensa.

“Para que a sua despensa nunca fique vazia” e para que a comida nunca acabe, mesmo em tempos estranhos e difíceis, há entidades, cidadãos, empresas e autarquias a mobilizarem-se para ajudar quem mais precisa.

À medida que a pandemia do novo coronavírus começa a afetar cada vez mais as famílias e as suas economias, as ações solidárias vão-se multiplicando.

Uma das que mais se tem replicado é a da caixa solidária: são literalmente caixas, mais ou menos elaboradas, colocadas em pontos estratégicos cuja localização é depois partilhada com os moradores da zona, onde uns deixam a comida e bens essenciais — como, quando e à medida do que podem; e outros a recolhem, num espirito de solidariedade, entreajuda e confiança.

Em Carnide, chegou-se mais longe: a freguesia de Lisboa criou, não uma caixa solidária, mas uma verdadeira despensa solidária, ou comunitária. Ela está, deste terça-feira, 5 de maio, nas traseiras do edifício da Junta de Freguesia, recheada com bens de mercearia para aqueles que mais precisam.

Na sua página do Facebook, a junta explica: se tem uma laranjeira no jardim e mais laranjas do que aquelas que a sua família costuma comer, encaminhe-as para quem precisa. A pensar em todos aqueles que, nesta fase mais conturbada das suas vidas, estão a ver os seus rendimentos serem cortados, a Junta de Freguesia de Carnide decidiu criar a ponte entre as pessoas que têm a mais ou podem dar e todos aqueles que precisam de rechear as prateleiras da cozinha.

A Despensa Comunitária de Carnide reúne bens de mercearia e que não precisam de condições especiais para a sua conservação. Nas traseiras do edifício sede da Junta de Freguesia, a Despensa será desinfetada, pelo menos, duas vezes por dia e pode ser recheada a qualquer hora, assim como poderá levantar alimentos sem aviso prévio.

A iniciativa não burocracia, papéis, nomes, nem precisa de falar com ninguém, explica a junta. “Leve o que precisar, deixe o que pode”.

Publicado por Junta de Freguesia de Carnide em Terça-feira, 5 de maio de 2020

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT