Na cidade

Agora, as Berlengas têm um limite máximo de 550 visitantes por dia

Um estudo da Universidade Nova de Lisboa concluiu que a ilha recebe 65.650 pessoas por ano.
Um paraíso.

Pela primeira vez na História, a ilha das Berlengas vai ter um limite máximo de 550 visitantes por dia. Segundo o “Jornal Económico“, o Ministério do Ambiente já enviou a medida para publicação em Diário da República.

A possibilidade de definir um limite de visitantes está previsto no regulamento do Plano de Ordenamento da Reserva Natural das Berengas desde 2008. Contudo, até à data nunca tinha sido fixada uma capacidade máxima de pessoas na ilha.

Segundo a mesma publicação, “na última assembleia municipal, o presidente da Câmara, o independente Henrique Bertino, disse que ‘era a favor que se estabeleça um limite de carga humana, por questões de segurança'”.

A Associação de Operadores Marítimo-Turísticos de Peniche, que representa metade das 24 embarcações que levam turistas à ilha, também concorda.

Sérgio Ferreira, proprietário de um novo catamarã com capacidade para 90 passageiros, disse, inclusive, à “Lusa”, citado pelo “Jornal Económico”: “Concordo que haja um limite. Haver 1200 pessoas na ilha é insustentável, porque não conseguem estender uma toalha na praia ou ir ao restaurante.”

Um novo estudo da Universidade Nova de Lisboa concluiu que visitam anualmente a ilha da Berlenga mais de 65.650 pessoas, das quais 43.250 na época alta (meses de verão). O arquipélago foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO. 

Leia o artigo da NiT com todos os prós e contras de visitar a ilha.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT