Na cidade

As obras que estão a ser realizadas no Parque das Nações são perigosas para a saúde

A conclusão é de um estudo realizado por Miguel Amorim, engenheiro civil e morador desta zona de Lisboa.
Resíduos em obras a decorrer.

Amostras do solo recolhidas em novas obras no Parque das Nações revelam valores acima dos patamares a partir dos quais os resíduos podem ser considerados perigosos.

O estudo de que o jornal “Público” dá conta foi conduzido a título pessoal por Miguel Amorim, um engenheiro civil que é morador no Parque das Nações e que revela a sua preocupação por quem vive na zona e pelos operários envolvidos nas novas obras. O mesmo jornal salienta que estes valores nas amostras recolhidas levantam dúvidas quanto às avaliações feitas e que constam nos alvarás das construções.

O autor do estudo realça que o licenciamento das obras tem como objetivo a remoção e confinamento de resíduos não contaminados, contaminados não perigosos e contaminados perigosos. Surgem por isso dúvidas relativamente às avaliações feitas que constam dos alvarás.

As novas obras em causa englobam projetos de habitação, mas também um hotel e uma escola. Estas obras estão a decorrer nas avenidas D. João II, Fernando Pessoa e Ulisses e ainda na Praça Príncipe Perfeito, na Rua Mário Botas (onde se localiza o projeto de hotel e apartamentos para habitação) e na Rua Gaivotas em Terra, onde está previsto um agrupamento escolar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT