Na cidade

2019 foi o ano mais quente na Europa, revela um novo estudo

Desde que há registos que não havia um ano tão quente, uma tendência que a União Europeia tem vindo a confirmar.
O ano teve vários picos de calor.

2019 foi o ano mais quente desde que há registos na Europa, confirmou um novo relatório climático do Serviço Copernicus de Mudanças Climáticas, da União Europeia.

Segundo adianta o jornal britânico “Daily Mail“, os novos dados, revelados esta quarta-feira, 22 de abril, mostram que no ano passado o clima foi particularmente quente, ou acima da média, nos meses de fevereiro, junho e julho.

Em julho, várias cidades europeias bateram os seus máximos históricos de temperaturas. O relatório constatou ainda que os gases de efeito estufa ainda estão a subir e que 2019 viu o maior número de horas de sol desde que os registos começaram, devido à falta de cobertura de nuvens. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT