Saúde

Utentes dos lares serão os primeiros a receber a vacina contra a gripe

A afirmação surgiu por parte de Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, na última conferência de imprensa.
São um dos grupos de risco face à Covid-19.

A conferência de imprensa sobre o impacto do novo coronavírus no nosso País,  que decorreu esta sexta-feira, 31 de julho, também serviu para falar da vacinação contra a gripe sazonal. A diretora-geral da Saúde recordou que o Ministério da Saúde comprou o maior número de sempre de vacinas — dois milhões de doses —, admitindo que o mercado de vacinas da gripe sazonal é restrito.

Por isso, explicou Graça Freitas, as doses serão distribuídas com o critério que se usa sempre, o que quer dizer que a prioridade é a população mais vulnerável.

“A nossa primeira prioridade são os lares, as pessoas que estão nos lares. Faz parte da estratégia de proteção. Estas pessoas estão em sítios circunscritos, estão juntas, tem uma idade que é habitualmente avançada e geralmente tem doença associada, portanto estes serão os primeiros de grande grupos a vacinar”, disse.

Depois, segundo Graça Freitas, a prioridade são os profissionais de saúde. Quanto aos professores, esclareceu que só serão vacinados prioritariamente contra a gripe sazonal se fizerem parte dos grupos de risco. Portanto, se tiveram mais de 65 anos ou uma doença crónica.

“A vacinação contra a gripe sazonal é feita de acordo em todo o mundo, não só em Portugal, segundo critérios de risco para proteção daqueles que mais beneficiam com ela. Também este ano será assim”, concluiu a diretora-geral da Saúde.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT