Saúde

Sabia que até os químicos dos livros podem ser perigosos? Há uma app que explica

Vai receber informação no telemóvel sobre roupa, calçado e todo o tipo de produtos que "poderão não ser tão seguros como parecem".

Olhe para a frente ou ainda cai.

Peixe apreendido pela ASAE que não cumpre as regras de segurança alimentar, batons hidratantes à venda no mercado que são perigosos para a saúde. É cada vez mais difícil confiar nos artigos. Por isso mesmo, e a pensar no bem-estar de todos, está a ser criada uma aplicação que vai dizer aos portugueses se os produtos têm substâncias químicas perigosas nos produtos ou não.

A app está a ser desenvolvida ao abrigo do programa europeu Life e irá decorrer nos próximos cinco anos, pelo que ainda não há previsão de quando estará pronta. A ideia é da Associação Sistema Terrestre Sustentável (Zero) — parceiro para Portugal do projeto Life AskReach, financiado pelo Programa Life da União Europeia.

Sensibilizar os cidadãos e as empresas para a “necessidade de estarem informados sobre a presença de substâncias químicas perigosas em artigos e promover a sua substituição” é o objetivo da Zero.

Na aplicação para smartphone, os consumidores vão receber informações sobre as possíveis substâncias perigosas de um produto e podem enviar pedidos de esclarecimento a fornecedores. Além disso, é lhes sugerido um produto substituto mais seguro.

Roupa, calçado, móveis, materiais de construção e até mesmo livros são alguns dos produtos envolvidos. A verdade é que “poderão não ser tão seguros como parecem”, diz a Zero em comunicado.

Os produtos podem conter substâncias que ‘Suscitam Elevada Preocupação’ (SVHC), como “carcinogéneos e desreguladores endócrinos”.

Além de ser útil para informar os cidadãos europeus, o projeto Life AskReach também quer ajudar a indústria e os retalhistas para a presença daquelas substâncias.

“Os consumidores também têm o direito a solicitar esta informação e podem usá-la para tomar decisões informadas quando vão adquirir um produto ou artigo”, acrescenta.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT