NiTfm live

Saúde

Tem 101 anos, sobreviveu à infeção Covid-19 e nasceu durante a gripe espanhola

Um italiano acaba de se tornar no infetado mais velho do mundo a combater com sucesso o novo coronavírus.

No ano em que nasceu, o mundo debatia-se com a mortal gripe espanhola, a grande pandemia do século XIX, que matou entre 30 a 50 milhões de pessoas. Esta semana, 101 anos depois, sobreviveu a uma nova vaga de um vírus mortal e torna-se no mais velho recuperado de infeção com Covid-19.

O feito do idoso que ficou conhecido apenas por P foi destacado pelo município de Rimini, no nordeste italiano, que revelou que a alta foi dada no início desta semana, contrariando as estatísticas que dizem que os mais velhos são também os mais vulneráveis ao novo coronavírus.

Hospitalizado durante uma semana, P rapidamente passou a ser “o avô” de todos os médicos e enfermerios do serviço, relata o “Corriere della Sera”. “Ele conseguiu. O Sr. P conseguiu. Mesmo aos 101, o nosso futuro não está escrito”, diz Gloria Lisi, vice-presidente da câmara, citada pela “ANSA”.

“Ele viu de tudo, guerras, fome, dor, progresso, crises e ressurreições. Ultrapassada a barreira dos 100 anos, o destino colocou-lhe um novo desafio invisível e terrível ao mesmo tempo”, notou a autarca.