Saúde

Secretário de Estado da Saúde alerta: “Desconfinar não é descontrair”

António Lacerda Sales relembra que nos temos de nos proteger e proteger os outros
Houve várias pessoas nas praias no último fim de semana.

Um dia depois de se saber que houve mais de 180 mil pessoas nas praias portuguesas, ainda que sem referir esse tema, o secretário de Estado da Saúde relembrou, no início da conferência de imprensa desta segunda-feira, 25 de maio, que “desconfinar não é descontrair”.

António Lacerda Sales continuou: “Normalizar não é desresponsabilizar”, alertando para a necessidade “de nos protegermos e de protegermos os outros”. “A nossa saúde continua a depender de todos”, acrescentou.

O responsável aproveitou para avançar que já foram realizados 745 mil testes à Covid-19 em Portugal, sendo a maioria em laboratórios públicos. Entre 1 e 23 de maio, em média, foram realizados 13.700 testes diariamente.

Neste momento, a taxa de letalidade global de 4,32 por cento e acima dos 70 anos é de 16,7 por cento. 

Questionados sobre as declarações da diretora de Saúde Pública da Organização Mundial da Saúde (OMS), que disse ser cada vez mais improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, tal como a NiT noticiou, a diretora-geral da Saúde disse que não se queria pronunciar por existirem vários “estudos que indicam em diversos sentidos”.

“Vamos ter aguardar. Vários estudos indicam vários cenários diferentes”, respondeu Graça Freitas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT