NiTfm live

Saúde

Portugal tem mais hospitais preparados para casos suspeitos de coronavírus

A Direção-Geral da Saúde ativou mais quatro unidades, uma delas está em Coimbra.
A situação pode piorar.

Esta segunda-feira, 24 de fevereiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu ao mundo para se preparar para uma eventual pandemia. Poucas horas depois, a Direção-Geral da Saúde anunciou novas medidas.

Segundo Graças Freitas, diretora-geral da Saúde, há mais hospitais portugueses preparados para validar casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus. São eles o Santa Maria e o São José, em Lisboa, o Santo António, no Porto, e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (incluindo a unidade pediátrica).

Antes, estavam apenas ativados como hospitais de referência o Curry Cabral e o Dona Estefânia, também em Lisboa, e o São João, no Porto. 

Neste momento, existem dois mil quartos de isolamento nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, embora “qualquer zona possa ser transformada numa zona de isolamento” caso venha a ser necessário, diz Graça Freitas.

Segundo a diretora-geral da Saúde, Portugal não está livre de ser afetado pelo surto do Covid-19 (nome oficial), família de vírus que causa infeções respiratórias como pneumonia.

Em Portugal já houve 13 casos suspeitos, mas todos se revelaram negativos após análises. Existe apenas um cidadão nacional de 41 anos, um trabalhador do cruzeiro Diamond Princess, com infeção confirmada. A bordo deste navio, em quarentena ao largo da costa do Japão há várias semanas, estão mais de 600 pessoas infetadas com o novo Covid-19, tendo já morrido duas, ambas de idade avançada.

O país da Europa com uma situação mais preocupante é Itália, que já soma mais de 170 infetados e seis vidas perdidas, tendo 12 cidades isoladas. Os últimos números mundiais divulgados pelas autoridades de saúde chinesas apontam para mais de 80 mil casos confirmados e 2704 mortes.