Saúde

OMS nega ter ignorado avisos sobre transmissão do vírus entre humanos

A Organização Mundial da Saúde terá recebido "avisos" via email do centro de controlo de doenças de Taiwan.
Os emails foram enviados a 31 de dezembro.

Esta segunda-feira, 4 de maio, na conferência de acompanhamento da pandemia de Covid-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) negou ter ignorado os avisos sobre a transmissibilidade do novo coronavírus entre humanos. A declaração surgiu quando confrontada com os emails do controlo de doenças, na China, no final de dezembro.

O representante do departamento legal da organização, Steve Solomon, reconheceu que Taiwan enviou um email a 31 de dezembro a pedir informação sobre “sete casos de pneumonia atípica” em Wuhan, que acabou por ser o epicentro do surto, cita o jornal “Taiwan News”.

“O email não era um aviso e só continha informação que a OMS já tinha detetado”, acrescentou, garantindo que não ignoraram qualquer aviso sobre a transmissão entre humanos e que as orientações da OMS aos membros já tinham essa possibilidade em conta.

O email, especificou, dizia que “as autoridades de saúde chinesas responderam aos meios de comunicação que não se pensa que sejam casos de SARS (Síndrome respiratória aguda grave). Contudo ainda estão sob análise e os casos foram isolados”.

O diretor executivo do programa de emergências sanitárias da OMS, Michael Ryan, que também estava presente, reforçou que “dizer que pneumonia atípica é a mesma coisa que SARS é completamente incorreto”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT