NiTfm live

Saúde

Metade dos doentes do IPO Lisboa são operados fora do prazo

Há cada vez mais pessoas à espera e o tempo que elas aguardam pelo tratamento está a aumentar drasticamente.
Más notícias.

A má notícia chegou esta segunda-feira, 24 de fevereiro. Divulga a “TSF” que 51 por cento dos doentes em lista de espera para cirurgia no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa são operados fora do prazo.

Contudo, de acordo com a mesma publicação, “são raríssimos os que aceitam o vale-cirurgia que lhes é dado para se tratarem no privado.” Esta medida é proposta aos doentes oncológicos quando o serviço nacional de saúde não consegue marcar uma operação dentro do prazo legal para a intervenção.

Segundo a “TSF”, em 2019 houve 1.791 doentes em lista de espera para cirurgia, mais 24 por cento do que em 2018 e mais 38 por cento do que em 2017. No último ano, só 27 utentes aceitaram o vale-cirurgia.