Saúde

Investigadores concluem que beber chá vale mais anos de vida

Segundo os resultados de um estudo realizado pela Sociedade Europeia de Cardiologia, a bebida é boa para o coração.
Um hábito para adotar.

A receita para uma vida longa pode ser mais simples do que se imagina. Um estudo publicado a 9 de janeiro pela revista científica da Sociedade Europeia de Cardiologia revelou que beber chá, pelo menos três vezes por semana, pode fazer com que tenha mais alguns anos de vida.

A investigação, que foi conduzida pela Academia Chinesa de Ciências Médicas, acompanhou, desde 1998, cerca de 100 mil pessoas de 15 províncias diferentes da China que não tinham nenhum histórico familiar de enfarte, acidente vascular cerebral (AVC) ou cancro.

Depois de uma primeira seleção, os participantes foram divididos em dois grupos: aqueles que consumiam chá três ou mais vezes por semana ficaram num grupo; e os que nunca consumiam a bebida, ou não o faziam com regularidade, foram colocados noutro.

Foram necessários sete anos de pesquisa para que os cientistas percebessem que os tea lovers, como muitos lhes chamam, viviam mais e melhor. Os participantes que estavam na faixa etária dos 50 anos, por exemplo, tiveram a sua expetativa de vida aumentada em 1,26 anos em comparação com as pessoas que não tinham o hábito de beber chá.

Há mais resultados surpreendentes: o risco de de sofrer doenças cardiovasculares ao longo dos anos é 20 por cento mais baixo nos consumidores de chá. As hipóteses de morrer tornaram-se 22 por cento menores por causa de um enfarte ou de um AVC, e 15 por cento em relação a outras doenças.

Investigadores concluem que beber chá vale mais anos de vida

Para complementar a investigação, os especialistas esperaram mais oito anos e selecionaram um subgrupo de aproximadamente 14 mil voluntários, dentro da mesma pesquisa, para acompanhá-los durante mais cinco anos.

Nesta segunda fase, os resultados mostraram que, quem manteve o hábito de tomar chá, teve 39 por cento menos risco de sofrer doenças cardiovasculares e diminuiu em 56 por cento a probabilidade de morrer por este motivo. No geral, em comparação com quem nunca bebe chá ou não consome a bebida com regularidade, quem tinha este hábito diminuiu em 29 por cento o risco de morte.

Um dos autores do estudo, Dongfeng Gu, explica que os efeitos protetores dos chás foram mais evidentes entre o grupo que tinha o hábito de tomar chá, porque outros estudos já comprovaram que os principais compostos bioativos da bebida não permanecem por muito tempo no corpo.

“Os polifenóis não são armazenados pelo organismo a longo prazo. Assim, a ingestão frequente de chá por um período prolongado é necessária para que haja um efeito cardioprotetor”, disse o investigador à Sociedade Europeia de Cardiologia.

Além de ser uma bebida benéfica para a saúde de modo geral,  é uma importante aliada para quem deseja perder peso. Carregue na galeria para descobrir 11 chás para emagrecer e recuperar dos excessos de açúcar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT