Saúde

Há 14 batons hidratantes à venda no mercado que são perigosos para a saúde

O teste da Deco revelou que estes produtos contém substâncias derivadas do petróleo “potencialmente perigosas para a saúde”.

Medo, muito medo.

A Deco Proteste analisou 20 produtos para hidratar os lábios e descobriu que 14 contêm substâncias derivadas do petróleo “potencialmente perigosas para a saúde”. Os resultados foram divulgados esta terça-feira, 26 de setembro, e são alarmantes. A Labello, a Eucerin, a Uriage, a Avène e a Maybelline são algumas das marcas envolvidas.

“A lei permite a utilização de óleos minerais em cosméticos, “se se conhecerem todos os antecedentes de refinação e se se puder provar que a substância a partir da qual foram produzidos não é carcinogénica”. Contudo, a presença de mais de 10 por cento de hidrocarbonetos saturados de óleos minerais (MOSH) e de hidrocarbonetos sintéticos saturados (POSH) em produtos que podem ser engolidos, como os hidratantes labiais, é potencialmente perigosa”, explica a Associação para a Defesa do Consumidor.

O problema é que 14 batons à venda nos supermercado e farmácias contém algumas dessas substâncias indesejáveis e perigosas para a saúde. Para ajudar, a Deco revelou uma lista com os 13 ingredientes que devemos evitar e que estão presentes em vários destes produtos.

Mas atenção: se encontrar estas substâncias nos cosméticos para a pele, como cremes hidratantes, pode continuar a utilizá-los. Neste caso, a quantidade absorvida é mínima e não representa perigo para a saúde.

Porém, com os batons já não se pode dizer o mesmo. Carregue na imagem e descubra se o seu batom hidratante está na lista negra.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo