NiTfm live

Saúde

Gwyneth Paltrow usa máscara de luxo por causa do coronavírus (que já esgotou)

A atriz publicou na sua página de Instagram uma fotografia onde a usava num avião a caminho de Paris, França.
É da marca Airinum.

Na passada quarta-feira, 26 de fevereiro, Gwyneth Paltrow partilhou na sua página de Instagram uma fotografia onde usava uma máscara protetora de 63€ da marca Airinum. A caminho de Paris, França, a atriz aproveitou a publicação para alertar os seus seguidores sobre os perigos do novo coronavírus.

“Fiquem em segurança. Não apertem mãos. Lavem as mãos frequentemente”, escreveu na descrição da imagem. Gwyneth Paltrow voou para a capital francesa, que está a visitar a propósito da Semana da Moda de Paris.

A máscara da Airinum com que aparece na fotografia está à venda no site da empresa em preto e mais duas cores — cor de rosa e cinzento. Os modelos esgotaram rapidamente depois da publicação, mesmo aqueles que eram de edição limitada, desenhados em conjunto com designers famosos, cujos preços podem chegar aos 91€ — as máscaras nas farmácias portuguesas custam à volta de 80 cêntimos. 

Na caixa de comentários do Instagram, várias celebridades aproveitaram para deixar mensagens à atriz. Kate Hudson, Chelsea Handler e Michelle Pfeiffer são apenas algumas delas, com votos de que se mantenha em segurança. Nos Estados Unidos, o país de onde viaja, há 60 infetados com o novo coronavírus. Em França, o número confirmado é 38.

Também na quarta-feira, 26 de fevereiro, a diretora de saúde pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) assegurou que é “irracional e desproporcionado” que se esgotem máscaras e géis desinfetantes por medo do Covid-19.

Entretanto, foi confirmado um segundo português vítima do vírus no estrangeiro, depois de António Maranhão, o homem de 41 anos que estava a bordo do navio de cruzeiros Diamond Princess e que foi transferido na terça-feira, 25 de fevereiro, para o hospital Fujita University Health Hospital na cidade de Osaka, Japão. Ainda não há detalhes sobre o novo caso, mas sabe-se que também estava a bordo do navio.

Em Portugal houve um total de 52 casos suspeitos até agora, 36 dos quais negativos, estando os restantes 16 a aguardar os resultados das análises. Ainda não há nenhum paciente confirmado com o novo coronavírus no País.