NiTfm live

Saúde

Futebolistas e treinadores doam 150 mil máscaras ao Hospital Santo António

26 personalidades do futebol uniram-se para dar equipamentos de proteção individual aos trabalhadores de saúde.
Equipamentos são essenciais para garantir proteção pessoal.

Numa altura em que todo o País se une para tentar combater a pandemia do novo coronavírus, multiplicam-se as iniciativas de solidariedade. Ao final do dia desta segunda-feira, 30 de março, soube-se que 26 futebolistas, treinadores e amigos da Gestifute, empresa detida pelo empresário Jorge Mendes, ofereceram 150 mil máscaras de proteção individual ao Hospital Santo António, do Porto.

Jorge Mendes já tinha estado envolvido noutro momento solidário para tentar apoiar os profissionais e instituições de saúde ao equipar, com o futebolista Cristiano Ronaldo, duas unidades de cuidados intensivos no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte e uma do Hospital de Santo António.

Agora, juntam-se à causa nomes como o treinador do Benfica, Bruno Lage, do Tottenham, José Mourinho, Nuno Espírito Santo, do Wolverhampton, e os jogadores André Silva (Eintracht Frankfurt, Alemanha), Bernardo Silva e João Cancelo (Manchester City, Inglaterra), Diogo Jota, Rúben Neves, Rúben Vinagre, Rui Patrício, João Moutinho e Pedro Neto (Wolverhampton, Inglaterra), Diego Sousa, Rúben Dias e Pizzi (Benfica), Gonçalo Guedes (Valência, Espanha), João Félix (Atlético de Madrid, Espanha), Nélson Semedo (Barcelona, Espanha), Pepe (FC Porto), Renato Sanches (Lille, França) e o ex-jogador Ricardo Carvalho.