NiTfm live

Saúde

Espanha tem 117 mil infetados pelo novo coronavírus — mais do que Itália

É o segundo país com mais casos confirmados em todo o mundo e já ultrapassou as dez mil mortes.
Morreram 932 pessoas nas últimas 24 horas.

Esta sexta-feira, 3 de abril, Itália deixou de ser o país europeu com mais casos confirmados de Covid-19, assim como o segundo na lista mundial. Foi ultrapassada por Espanha que, neste momento, tem 117.710 doentes.

Nas últimas 24 horas, este país registou também mais 932 vítimas mortais — o número diário mais baixo, após três dias de recordes. Porém, o total de mortes é chocante: 10.935 pessoas já perderam a vida. Neste elemento, a Itália é superior, com 13.915 mortes.

O surto começou mais tarde em Espanha e está a ter uma progressão mais rápida, sendo que tem uma população inferior. Porém, a posição de Espanha pode mudar quando forem revelados os dados do impacto da Covid-19 nas últimas 24 horas em Itália.

O ministério da Saúde espanhol avançou, também, que existem 6416 pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos — mais 324 do que na quinta-feira, 2 de abril. “Os dados das regiões são predominantes. Não refletem o número total de pessoas que foram admitidas na unidades de cuidados intensivos durante o período coberto pelo relatório”, explica.

Com o número de mortes a aumentar, o governo espanhol viu-se obrigado a arranjar alternativas para colocar os corpos. Segundo o jornal “El Mundo”, a comunidade de Madrid vai abrir mais uma morte provisória numa pista de gelo — já o tinha feito a 23 de março, no Palácio do Gelo, como local provisório. Agora vai ser usado rinque de Majadahonda, também conhecido como “La Nevera. 

Além disso, desde esta segunda-feira, 30 de março, que as instalações no Instituto de Medicina Legal estão a ser utilizadas como morgue, tendo sido colocados 230 caixas frigoríficas para acondicionar cadáveres. 

O novo coronavírus já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, sendo que 55.092 morreram. Neste momento, os Estados Unidos são o país com mais casos confirmados, já tendo alcançado os 245.646 doentes.