NiTfm live

Saúde

Farmácias denunciam empresas que tentam vender máscaras por mais de 6€ a unidade

Uma caixa de 50 máscaras, antes da pandemia, custava às farmácias cerca de 5€.
Farmácias queixam-se de preços exorbitantes.

É um dos bens mais procurados atualmente, incluindo por farmácias. As máscaras têm de ser usadas pelos profissionais que combatem a pandemia do novo coronavírus, por infetados e por alguns doentes de risco.

Os fornecedores estão sem stock, deste e de outro tipo de material de proteção e, as farmácias vêm sido confrontadas com propostas feitas por empresas de ocasião com preços muito superiores ao habitual, avança o “DN”.

“Temos caixas/25 máscaras a 150 euros cada, 6 euros a unidade”; “Mínimo de encomenda 100 caixas”: “Caixas/50 máscaras até 1250 caixas preço à unidade a 6 euros”; “Entre 1250 caixas a 12 500, Caixas de 50 ou de 500 a 5 euros cada unidade”. “Encomendas superiores a 12 500, cada unidade a 4 euros”. “A estes preços acrescenta-se o IVA”.

Esta é uma das propostas que chegou a várias farmácias portuguesas por parte de uma dessas empresas. Mas há muitos mais casos semelhantes. Até domingo, 5 de abril, a Associação Nacional das Farmácias, que representa em todo o País 2750 farmácias, já tinha enviado para a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) um dossier com 100 páginas onde constam várias situações destas, com propostas e faturas debitadas a alguns destes estabelecimentos.

antes da pandemia do novo coronavírus, uma caixa de 50 máscaras custava às farmácias cerca de 5€. A mesma caixa era vendida por volta de 7€ aos utentes. Agora, estão a ser pedidos 150€ por caixas de 25 unidades, o que perfaz o valor de mais de 6€ por cada máscara, sem o IVA e, muitas vezes, sem o custo de envio.

“É uma vergonha. São preços exorbitantes”, referiu à mesma publicação a proprietária de uma farmácia da zona de Lisboa. A farmacêutica afirma ainda não ter este tipo de material à venda por ruptura de stock, mas não aceita este tipo de propostas.

Uma das propostas que mais tem chegado às farmácias é: “Neste momento temos disponíveis máscaras cirúrgicas individuais, a caixa com 25 unidades fica a 132.17€ já com IVA e transporte incluído. A caixa com 50 unidades fica a 244.67€ já com IVA e transporte incluído. Se tiver interesse não hesite em contactar-nos.”

Já no dia 24 de março, a Associação Nacional das Farmácia escreveu ao primeiro-ministro, António Costa, um pedido urgente solicitando a intervenção do governo com vista a repor o abastecimento de produtos de primeira necessidade para combater a crise sanitária provocada pelo novo coronavírus.

“Máscaras, gel desinfetantes, paracetamol, termómetros, matéria-prima para manipulados e equipamento de proteção individual desapareceram quase totalmente das farmácias”, pode ler-se na carta

As farmácias “vêem-se forçadas a abandonar à sua sorte muitas pessoas, cujas necessidades não conseguem satisfazer”, e para adquirirem esses produtos, “têm de pagar preços especulativos e, mesmo assim, não conseguem adquirir quantidade suficiente” para garantir a segurança das próprias equipas e de instituições como lares de idosos, alertava o pedido.