Saúde

DGS diz que Portugal está entre os países que mais casos assintomáticos detetam

Graça Freitas diz que o uso de máscara não só é para manter, como pode ser alargado.
Há perto de 45 mil casos confirmados em Portugal.

A conferência de imprensa desta quarta-feira, 8 de julho, contou com a presença da secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, diretora-geral da Saúde, Graça Freitas e do presidente do Infarmed, Rui Santos Ivo, num dia em que o boletim sobre Covid-19 deu conta de mais 443 casos positivos da doença no nosso País nas últimas 24 horas.

Em resposta a uma questão sobre os riscos de transmissão por pessoas sem sintomas, a responsável máxima da Direção-Geral da Saúde salientou que Portugal está a acompanhar os dados que vão surgindo mais recentes e deixou uma garantia: “Se há país onde as pessoas assintomáticas são testadas, é Portugal”, afirmou, sugerindo que o País tem sido líder nesta matéria.

Recorde-se que a possibilidade de pessoas sem sintomas contribuírem para a propagação da doença é uma matéria que tem preocupado autoridades de saúde em todo o mundo. O uso de máscara, que numa primeira fase chegou a ser desvalorizado por Graça Freitas, é agora uma recomendação constante da DGS, que deixa mesmo em aberto que “se houver evidência que teremos de expandir o uso de máscaras”, tal será feito.

As recomendações de higienização, uso de máscara e distanciamento social mantém-se e a secretária de Estado da Saúde, Jamila Madeira, deixou inclusive um apelo, numa altura em que a possibilidade de o FC Porto vencer o campeonato nacional de futebol levanta algumas dúvidas sobre as celebrações.

“As circunstâncias de celebrar uma efeméride são as mesmas”, adiantou Graça Freitas, o que quer dizer que não haverá regras específicas, Mas comparou o momento com o das festas dos Santos este ano, pedindo que, “da mesma forma que se enfrentou os Santos, se perceba que a celebração deste campeonato terá de ser feita de uma forma mais contida.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT