Saúde

Demi Lovato revela como a obsessão pelo corpo provocou uma overdose

A cantora teve uma conversa sincera sobre os seus problemas no podcast de Ashley Graham, que ficou online a 18 de fevereiro.
Tem 27 anos.

No dia 24 de julho de 2018 não se falava noutra coisa: Demi Lovato tinha sido internada de madrugada com uma overdose. Após esse episódio, e de várias notícias que especularam sobre os motivos que provocaram aquele desfecho, a cantora e atriz deu várias entrevistas enquanto porta-voz contra o bullying, mas ignorava as perguntas sobre o resto. Cerca de dois anos depois, num episódio do podcast da modelo Ashley Graham, publicado a 18 de fevereiro, decidiu ser sincera.

A artista de 27 anos revelou que sempre foi obcecada por ter um corpo dentro dos padrões de beleza ditados pela sociedade e que isso foi o seu principal erro.

“Não vou preocupar-me mais como estou, ou em tentar ser algo e encaixar-me em alguma coisa. Não é o que eu sou. Eu matava-me no ginásio todos os dias para manter isso (…) Não quero destruir a minha saúde mental para tentar encaixar-me num padrão”, disse, acrescentando que a sua insegurança com o corpo a impediu de dar concertos durante vários anos.

Alguns meses antes, em setembro, Demi Lovato já tinha demonstrado vontade em mudar e mostrar o corpo sem receios. Foi por isso que fez uma publicação no Instagram sobre as fotografias reais e as fotografias editadas, partilhando uma imagem sua, sem qualquer edição, em Bora Bora, uma ilha na Polinésia Francesa.

“É o meu maior medo. Uma fotografia minha em biquíni sem estar editada. E imaginem, é celulite! Estou literalmente tão cansada de ter vergonha do meu corpo, editá-lo (sim, as outras fotografias em biquíni eram editadas, e odeio ter feito isso mas é a verdade) para que os outros pensem que eu sou a sua ideia de beleza, mas não sou eu”, pode-se ler no início do texto que se tornou viral e gerou uma corrente de apoio.

No tal episódio do podcast “Pretty Big Deal”, que, até à data deste artigo, já soma mais de 268 mil visualizações, revelou que publicou essa fotografia quando estava em estúdio com um dos seus produtores favoritos a preparar o seu novo álbum, no qual, em vez de passar a habitual imagem de cantora sexy, transmitia finalmente quem era, sem filtros. Como estavam a compor uma música sobre positivismo do corpo, Demi sentiu-se incentivada a partilhar uma imagem onde estava num sítio incrível, sem pensar em ângulos ou na aparência do corpo.

No podcast, seguiu-se a parte da conversa em que confessou, também, que naquela altura pensava estar a recuperar de um distúrbio alimentar. No entanto, em vez disso, apenas se sobrecarregava e aumentava a sua obsessão pelo corpo perfeito.

“Estava cansada de cair no chão com exercícios e dieta extremos. Pensava que os últimos tinham sido de recuperação de um distúrbio alimentar, quando na verdade estava a entrar completamente nele. E acabei de perceber que talvez os meus sintomas não tenham sido tão óbvios como antes, mas foi definitivamente um problema alimentar”, disse.

Um distúrbio alimentar e problemas pessoais, entre os quais o facto de ter passado vários anos a sofrer bullying — situação que a obrigaram a ter aulas em casa —, levaram Lovato ao seu primeiro centro de tratamento quando ainda tinha apenas 18 anos. Depois disso, lutou para manter-se saudável, pensando que havia superado os hábitos prejudiciais para o corpo. 

“Foi como se tivesse pensado que tinha encontrado recuperação quando não encontrei”, revelou. Em vez disso, adotou um padrão perigoso de exercício que acreditava ser autocuidado, enquanto aqueles ao seu redor ainda incentivavam a estrela a esforçar-se mais para aparentar ter uma silhueta específica.

Quando percebeu que a imagem que tinha criado até ali não a estava a fazer feliz, decidiu realizar uma escolha diferente para o seu próximo álbum. 

“Pensei, quando o apresentar, não vou preocupar-me com a minha aparência. Não vou preocupar-me em tentar parecer de uma certa maneira ou ajustar-me a um determinado molde. Isso não é quem eu sou. Alguém precisa defender as pessoas que não são naturalmente assim”, explicou.

A conversa fluiu e Demi Lovato revelou que estava totalmente obcecada com o treino, passando praticamente dias inteiros no ginásio.

“Eu tinha de trabalhar todos os dias no ginásio, seis dias por semana, para manter essa figura e foi exatamente isso que me levou a apenas um caminho”, explicou, acrescentando que não ia destruir a sua saúde mental para parecer de uma certa forma. 

“Bravo por descobrires isso, porque muitas pessoas, quando estão a passar por algum tipo de recuperação, encontram a próxima coisa para se afundarem”, respondeu Ashley.

A atriz continuou a fazer revelações e chegou mesmo a dizer que havia dias em que morava no ginásio e que até reuniões de negócios fazia lá, entre os intervalos de treino. A mesma coisa acontecia com as refeições, já que eram feitas no ginásio — treinava, comia, treinava e comia novamente. Era um ciclo vicioso e perigoso, para o qual ninguém a alertou, lamenta.

“Isso não é felicidade para mim. Isso não é liberdade. Não é tudo o que eu trabalhei e disse às pessoas. Então, porquê viver essa vida se é uma mentira? Apenas decidi não viver mais essa mentira”, disse.

Confessa, ainda, que tem muitas pessoas com quem trabalha na recuperação da sua vida — uma delas é nutricionista e outra é terapeuta. A sua nutricionista disse-lhe que precisava de concentrar-se na aceitação do corpo.

“Agora, quando olho no espelho e começo a ter um pensamento negativo, não paro e digo: ‘Não, tu és linda, tu és linda, eu amo-te, tu és perfeita do jeito que és’.” Em vez disso, a cantora de 27 anos prefere dizer: “Tu és saudável e eu aceito-te.”

“Tu expressas gratidão pela saúde e apenas expressas a realidade ao aceitares-te, em vez de tentares convencer-te de algo em que não acreditas. Eu adoraria estar num lugar onde posso dizer que estou super confiante com o meu corpo, mas a realidade é que não estou (…) Não uso jeans porque não gosto de jeans, eles não me fazem sentir bem agora. E eu não tenho que usar jeans se não quiser”, continuou.

Demi Lovato também disse a Graham que não faz ideia de quanto pesa atualmente e que isso faz senti-la mais livre do que nunca. O episódio com a cantora tem cerca de 46 minutos e está disponível no YouTube.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT