Saúde

Covid-19 infetou 732 mil pessoas e provocou 34 mil mortes em todo o mundo

Neste momento, os Estados Unidos são o país mais afetado pela pandemia.
São números assustadores.

Tudo começou em dezembro de 2019, na província de Hubei, em Wuhan, na China. Acredita-se que um mercado de peixe e marisco terá sido a origem do surto do novo coronavírus. Entretanto, a China recuperou e a população voltou às ruas, após meses de quarentena. Porém, a Covid-19, como foi apelidado o vírus, espalhou-se por todo o mundo e, até à data de publicação deste artigo, infetou mais de 732 mil pessoas.

Neste momento, os Estados Unidos são o país com o maior número de casos confirmados: 143,055. A 27 de março, os Estados Unidos tinham cerca de 81 mil doentes, pelo que foi um aumento exponencial. Segundo a Organização Mundial da Saúde, este país poderá ser brevemente o epicentro da pandemia, em vez da Europa.

Itália ocupa o segundo lugar da lista, com mais de 97 mil infetados. É também o país com mais mortes registadas: 10,779 — já nos EUA confirmam-se 2513.

O terceiro país com mais casos confirmados é Espanha, que tem 85,195 mil doentes — e 7340 mortos. Em quarto lugar, surge a China, com 82,198 infetados, sendo que 75,916 já recuperaram. O país registou 3308 mortes.

Os números globais apontam, ainda, para 154,673 pessoas que conseguiram vencer o novo coronavírus. Foram registadas também 34,686 mortes em todo o mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT