saúde

ASAE apreendeu mais de 200 mil máscaras que não cumpriam as regras de segurança

Foram fiscalizados dois espaços que se preparavam para colocar o equipamento de proteção no mercado e em unidades hospitalares.
A ASAE já apreendeu mais de 308 mil unidades.

A ASAE voltou a fiscalizar a comercialização de máscaras de proteção individual. Numa das últimas ações, realizadas em dois armazéns importadores, foram apreendidas mais de 206 mil unidades por não cumprirem as regras de rotulagem, e não só. Estes equipamentos preparavam-se para entrar no mercado e também em unidades hospitalares do País.

Num dos armazéns visitados, a rotulagem em máscaras tipo KN 95 não se encontrava em português e a marcação CE não era acompanhada pela devida declaração da União Europeia. Foram ainda apreendidas máscaras sociais.

Já num outro espaço importador, também as máscaras do KN 95 tinham a marcação CE mas sem a devida avaliação confirmada. Nesta operação o equipamento apreendido atinge mais de 342 mil euros. Desde o início da pandemia, a ASAE já recolheu mais de 308 mil máscaras por não estarem a seguir todas as normas indicadas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT