NiTfm live

Saúde

Alentejo vai ter uma plantação oficial de canábis

A produção para fins medicinais vai instalar-se em Aljustrel.
Fica no Baixo Alentejo.

São 70 hectares que vão originar cerca de 150 postos de trabalho. Será assim a plantação de canábis para fins medicinais que vai instalar-se no Baixo Alentejo, mais precisamente em Aljustrel.

Segundo o jornal “Diário do Alentejo”, o terreno, que fica na freguesia de São João de Negrilhos, já está limpo e fica operacional em 2020. 

De acordo com a mesma publicação, o investimento de 45 milhões de euros é da empresa RPK Biopharma, que pertence ao grupo internacional Holigen. Ao todo, espera-se uma capacidade anual de 700 toneladas de produção.

Em declarações ao jornal, Nelson Brinto, Presidente da Câmara de Aljustrel, disse: “É um projeto importante, não só para o concelho de Aljustrel, mas para a região, visto que se trata de um investimento pioneiro e com enorme potencial de desenvolvimento e de disseminação”.

Recorde-se que foi em julho do ano passado, que o Parlamento aprovou a legalização da canábis em Portugal para fins medicinais.