NiTfm live

Saúde

Afinal, em que circunstâncias é que devemos mesmo usar máscara?

Os asiáticos não as largam, mas em Portugal dizem-nos que não fazem falta nesta altura de pandemia. Explicamos-lhe tudo.
Usar uma máscara exige mais cuidados

Se mais portugueses não andam de máscara nas ruas, é porque a escassez atingiu cedo as prateleiras dos supermercados e farmácias. Ainda assim, muitos não saem de casa sem uma, mesmo contra as indicações de Graça Freitas, diretora geral da saúde, que não só não as recomenda, como avisa que podem dar “uma falsa sensação de segurança”.

A verdade é que muitos dos bons exemplos na luta contra a Covid-19 chegam de países asiáticos, onde o uso de máscaras é perfeitamente comum, mesmo em alturas nas quais não se falava ainda do risco de uma pandemia.

Perante todas estas informações contraditórias, quem tem, afinal, razão? A Organização Mundial da Saúde pode dar uma ajuda. De acordo com a OMS, as pessoas saudáveis devem usar máscara apenas quando se verificar uma de duas situações: se estiver a cuidar de alguém sobre quem recai suspeita de infeção ou tenha testado positivo para a Covid-19; ou se apresentar sintomas como tosse e espirros e, dessa forma, suspeite que possa estar infetado.

Usar uma máscara não significa que todos os outros cuidados possam ser esquecidos. Mesmo com uma máscara, devemos manter o distanciamento social, evitar aglomerados e ter todos as as preocupações higiénicas que teríamos sem máscara. Ela é apenas mais uma barreira, não dá qualquer tipo de imunidade.

“As máscaras são eficazes apenas quando usadas em simultâneo com lavagem frequente das mãos com um produto à base de álcool, sabão e água”, pode ler-se no site da OMS.

Contrariamente ao que muitos pensam, usar uma máscara obriga a ter ainda mais cuidados do que numa situação normal, isto porque o cidadão comum não está treinado para as usar devidamente, como acontece com os profissionais de saúde.

É, portanto, preciso ter muito cuidado com a colocação, remoção e eliminação. As instruções detalhadas são dadas mais uma vez pela OMS.

Antes de a colocar, deve lavar bem as mãos com uma solução alcoólica ou sabão e água. Cubra a boca e o nariz com a máscara e certifique-se de que não há aberturas entre ela e a face. Muito importante: evite tocar na máscara enquanto a estiver a usar; se isso acontecer, lave as mãos novamente com a solução ou água e sabão.

Se sentir que a máscara começa a ficar húmida, troque-a imediatamente por uma nova — e não pense em reutilizá-la.

Para retirar a máscara, nunca toque na parte da frente. Retire a puxando pela parte de trás e deite-a fora de imediato num caixote do lixo. E, claro, volte novamente a lavar bem as mãos.