NiTfm live

Saúde

Afinal, as carnes brancas também prejudicam o colesterol

Foi publicado um estudo norte-americano que conclui que todos os tipos de carne são prejudiciais para o coração.
O melhor é mesmo evitar a carne.

Na quarta-feira, 4 de junho, foi publicado um estudo norte-americano que veio mudar a mentalidade das pessoas no que toca à saúde. Nos últimos anos, a carne vermelha tem sido vista como uma das maiores causas de doenças coronárias. As carnes brancas, pelo contrário, são as mais recomendadas para cumprir uma alimentação saudável. Porém, isso pode não ser bem assim.

Foi feita uma análise aos níveis “maus” de colesterol (LDL) de vários voluntários, tanto em pessoas que se alimentam maioritariamente de carnes vermelhas como em indivíduos que escolhem opções brancas — sem esquecer as que não comem carne de todo. Os resultados foram surpreendentes.

Ronald Krauss, o cientista sénior e líder do estudo, comentou as conclusões ao jornal americano “The New York Times”: “Quando planeámos este estudo, esperávamos que as carnes vermelhas tivessem um impacto mais significativo nos níveis de colesterol, comparativamente às carnes brancas. Contudo, ficámos extremamente surpreendidos ao detetarmos que tal não era simplesmente verdade, os seus efeitos na subida do ‘mau’ colesterol são idênticos ao nível de gorduras saturadas e ao seu impacto negativo na corrente sanguínea.”

Isto significa que ambas as opções contribuem para o aumento do risco de doenças cardíacas. Krauss sugeriu outras fontes de proteína como alternativas: vegetais, laticínios e leguminosas, todas elas mais benéficas para o colesterol.

A pesquisa é do “Children’s Hospital Oakland Research Institute”, na Califórnia. O estudo foi lançado no site “American Journal of Clinical Nutrition”.