Saúde

10 coisas sem glúten que nem imagina que existem

Entre douradinhos e Madalenas, muito provavelmente, há muitos produtos que não conhece.

Vai gostar de saber isto.

Eliminar o glúten da alimentação está na moda, já que é visto como uma forma de emagrecer — embora não haja nada que o comprove. Porém, há quem o tenha de fazer por motivos de saúde. Ou seja, por ser intolerante a esta proteína. Se é um desses casos, vai gostar de saber o que temos para contar. Aqui vai: não tem de deixar de comer as coisas de que gosta.

É que hoje em dia não há praticamente nada que não exista numa versão sem glúten. Por exemplo, sabia que pode encontrar douradinhos e Madalenas para celíacos? É mesmo verdade. E há, pelo menos, mais oito coisas sem glúten que nem imagina que existem.

Calma, já lá vamos. Como esta quarta-feira, 16 de maio, se celebra o Dia Internacional do Celíaco, primeiro, é importante recordar o que é o glúten. Como a nutricionista Alice Couto, do Holmes Place, já tinha explicado à NiT, é a principal proteína presente nos grãos de trigo, aveia, centeio e cevada, além do malte, que é um subproduto da cevada. Ele tem várias funções, como, por exemplo e no caso da farinha de trigo, fazer com que a massa do pão não diminua depois de ele arrefecer. Isto acontece por causa dos gases que ficam no interior da massa.

Para as pessoas com doença celíaca, o glúten é extremamente prejudicial, uma vez que provoca uma reação imunitária que danifica o intestino delgado e impede a absorção de nutrientes”. Dores de estômago, na cabeça, inchaço, azia, dores nas articulações, erupções cutâneas, fadigam, insónias e confusão mental são alguns dos sintomas que, de acordo com a nutricionista, estas pessoas sentem quando consomem esta proteína.

Depois, além das pessoas celíacas, há aquelas que apenas são sensíveis ao glúten. Ou seja, têm sintomas semelhantes, mas “a sensibilidade não danifica o intestino”.

Agora sim, pode descobrir quais são as 10 coisas sem glúten que nem imagina que existem. Carregue na galeria.