NiTfm live

Ginásios e outdoor

Ninguém acredita que os glúteos desta mulher sejam verdadeiros (há um segredo)

Lauren Regno apareceu num vídeo que se tornou viral e transformou-se em musa do fitness.
Vai querer inscrever-se no ginásio.

Aos 26 anos, a norte-americana Lauren Regno tornou-se uma influenciadora de fitness por causa de um vídeo viral que nem foi publicado por ela. O autor do post é Ross Smith, que tem 2,7 milhões de seguidores. O passatempo favorito dele é partilhar vídeos cómicos na companhia da avó, Pauline Kana (92 anos), no perfil do Instagram.

Em março de 2018, Ross gravou a visita da avó a uma feira de fitness nos Estados Unidos. Pauline abordou Lauren Regno e fez uma pergunta que muitos devem ter vontade de fazer quando a encontram: “Como faço para ter um rabo como o seu?”

Com a abordagem inesperada, Lauren respondeu: “Eu não sei. Pergunte à minha mãe. Foi ela quem mo deu.” A verdade é que o rabo de sonho foi conquistado com um treino pesado, muitos agachamentos e levantamentos de peso.

As mais de 11 milhões de visualizações do vídeo transformaram o perfil de Lauren Regno num sucesso instantâneo. Atualmente, a influenciadora tem mais de 125 mil seguidores e partilha a intensa rotina de treinos na Internet.

A filosofia de Regno é simples: as pessoas precisam de ter em mente que sempre podem levantar mais pesos do que imaginam mas foram precisos anos para que ela mesma pensasse assim.

Moradora da cidade de Modesto, na Califórnia (Estados Unidos), sempre preferiu andar na passadeira do que fazer algum outro tipo de exercício. Foi só quando a filha nasceu, em 2013, que passou a preocupar-se com isso.

“Eu acordava às cinco da manhã por causa da bebé e ficava tão ocupada que me esquecia de comer. Eu emagreci tanto que o meu rabo praticamente desapareceu”, contou à revista “Cosmopolitan“.

O antes e depois de Lauren Regno.

 

Foi aí que a norte-americana decidiu pegar mais pesado e passou a frequentar a sala de musculação do ginásio pelo menos três vezes por semana. Nesta altura, fazia de três a quatro séries de até 15 repetições no leg press e nas máquinas de extensão de pernas. “Eu pensava que meu rabo estava enorme, mas era cinco vezes menor do que é hoje”, disse a influenciadora.

Há dois anos, um personal trainer ofereceu-se para treiná-la para uma competição de biquínis. Só assim aprendeu que deveria fazer uma sobrecarga progressiva — um método de levantamento de peso que exige um aumento constante do número de quilos.

Como chegar aos glúteos dos sonhos

Depois de conquistar os glúteos que sempre desejou, Lauren passou a trabalhar a parte inferior do corpo apenas duas vezes por semana. Segundo a influenciadora, o que resulta é esforçar-se para completar os exercícios básicos e não fazer movimentos loucos ou muito complicados.

O treino para a parte inferior dura cerca de 1h15. “Não se vê necessariamente mais ganhos musculares porque passamos mais tempo no ginásio. Levanto pesos suficientes para ficar sem fôlego. Então, este é o meu principal trabalho de cardio”, contou Lauren. Apesar disso, ela ainda faz três sessões de 20 minutos na passadeira inclinada.

Ao todo, vai ao ginásio cinco vezes por semana. Quando o foco não são os glúteos, dedica um dia de exercícios aos ombros e ao peito, outro para os braços e mais um para as costas.

O que comer para manter a boa forma

Treinar para uma competição de biquínis exige um plano alimentar super restritivo e com baixo teor de açúcar. Entretanto, quando não está a competir, a influenciadora segue uma dieta mais equilibrada.

Num dia em que treina as pernas e os glúteos, come dois ovos e duas claras de ovo com abacate ao pequeno-almoço. A caminho do ginásio, come mais alguns snacks de milho ou de granola. Depois do exercício, faz panquecas proteicas com toppings de frutos vermelhos e calda sem açúcar.

Ao almoço, a refeição é carne picada sem gordura com feijão verde, brócolos ou alguma mistura de leguminosas congeladas e arroz branco para acompanhar. Na hora do lanche, maçã com manteiga de amendoim é uma das opções.

O jantar pede um prato parecido com o do almoço. Às vezes, Lauren come iogurte grego com pouca gordura e carne moída magra ou prepara outra panqueca proteica, caso esteja com vontade de comer algo mais doce.

Com o treino e a dieta, diz que nunca se sentiu tão bem com a própria imagem. A ex-estudante de enfermagem agora ganha a vida com as publicações patrocinadas de empresas de suplementos alimentares e marcas de roupas de treino. Em cada post, recebe até 890€.