NiTfm live

Ginásios e outdoor

Zumba dentro de água está na moda — e ajuda a ter pernas e glúteos tonificados

A resistência natural gerada pela água pode ser uma grande aliada no treino.
Trabalha o corpo e ainda se diverte.

Estávamos em 1990 quando um professor e personal trainer colombiano, Alberto Perez, se esqueceu do material de fitness para as suas aulas e teve de improvisar. Decidiu colocar música, fez uma coreografia que combinava movimentos aeróbicos e dança latina e foi um verdadeiro sucesso. Resultado: nasceu a Zumba. A modalidade chegou aos Estados Unidos em 1999 e, atualmente, está presente em mais de 150 países — incluindo Portugal. Ao longo dos anos, surgiram variações desta aula, como a Aqua Zumba, que está cada vez mais na moda. Mas já lá vamos.

A versão original dispensa o uso de equipamentos e contém movimentos aeróbicos, que trabalham a parte muscular, assim como de dança, que fazem mais efeito sobre os músculos. Numa aula intensa de 45 minutos é possível queimar até 800 calorias.

“Se a ideia é tonificar ou perder volume e sendo que, em média, cada aula pode queimar 700 calorias, fazer três aulas de Zumba por semana é o ideal”, explica à NiT o PT Tiago Silva.

Se fizer as contas, dá um total de 2100 a 2500 calorias por semana. Para quem está a tentar perder peso, este valor é ótimo. É que, no fundo, reflete-se numa perda de peso de “500 a 700 gramas por semana”.

Se a Zumba é ideal para quem quer perder peso, a Aqua Zumba (a modalidade feita no interior da piscina), além dessa vertente, pode ajudar a ter o corpo mais tonificado. É por isto que, embora não seja nova, esta versão está cada vez mais na moda, como avança a revista espanhola “Glamour”.

Qual é o motivo? A resistência natural criada pela água. Esse elemento faz com que cada movimento seja mais intenso e permite tonificar e fortalecer zonas do corpo como os braços, os ombros, as pernas, as costas e os glúteos.

Segundo seus fundadores, é um “exercício terapêutico conhecido como” a festa na piscina “que combina a filosofia da Zumba com a resistência oferecida pela água, alcançando enormes benefícios para o corpo de uma maneira divertida e sem passar calor”.

Os movimentos usados nesta aula são baseados nos ritmos e coreografias de Zumba, porém, tendo em conta que é uma modalidade feita dentro de água, eles são adaptados àquele ambiente, com coreografias mais simples.

Esta modalidade criada em 2009 por Beto Pérez, co-fundador e diretor criativo da Zumba Fitness, juntamente com Mimi Rodríguez Adami, instrutora especializada em desportos aquáticos, tem mais benefícios. Por exemplo, melhora a capacidade cardiovascular e, sendo um desporto de baixo impacto, pode ser uma alternativa até para quem tem problemas nas articulações.

Há mais um extra: não passa mal quando começa a transpirar, já que pode mergulhar a qualquer momento. É por isso que se costuma dizer que esta aula é uma “festa de piscina”.

A Aqua Zumba ainda não está disponível em nenhum ginásio português. No entanto, vão acontecendo alguns eventos para dar a conhecer esta modalidade. Em 2016, por exemplo, aconteceu uma aula aberta nas instalações do Health Club Portugal, na Figueira da Foz, com a master trainer Maria Browning, que veio de Miami (Estados Unidos). Enquanto não surgem novas iniciativas, pode seguir os vários vídeos na Internet que mostram algumas coreografias feitas dentro de água.

Se quer perder peso e tonificar o corpo através de aulas que existem apenas nos ginásio, a NiT revela uma lista de oito alternativas. Carregue na galeria para tomar nota.