Ginásios e outdoor

Todas as aulas que pode fazer a partir dos 30 anos para estar em forma

No total, são 15 modalidades que trabalham a resistência, tonificam e ainda ajudam a controlar o peso.

Vai ficar sorridente e tonificada.

Sabia que em média perde-se cerca de um por cento de massa muscular por ano, sendo que é mais relevante nas mulheres do que nos homens devido à constituição corporal? A partir dos 30 anos, com o aumento das responsabilidades e o volume de trabalho, este cenário tende a piorar. Basicamente, não há nada mais fácil do que ganhar uns quilos a mais.

Por isso mesmo, a NiT já lhe deu cinco passos para emagrecer a partir desta idade. A verdade é nem todas as pessoas envelhecem na mesma medida, mas há algo que traz benefícios para todos de igual forma: o exercício físico.

Se já está farto de levantar pesos e estar nas máquinas, pode sempre participar em aulas de grupo. A NiT reuniu 15 que trabalham a resistência, tonificam e ainda ajudam a controlar o peso. Mas atenção: é preciso ter alguns cuidados e o master trainer Paulo Ah Quin, do Holmes Place, disse-nos quais são.

Proteja a pele durante o treino

“Depois dos 30 anos, observamos uma gradual diminuição de colagénio e com isso começam a aparecer as primeiras rugas. A alimentação terá um papel fundamental para este efeito. Contudo, no treino devemos ter cuidado para evitar exercitar sob exposição solar direta (proteger a pele), com ênfase no trabalho muscular para aumentar o tónus muscular”, explica à NiT o especialista.

Cuidado para não perder massa muscular

A presença de enzimas catabólicas vão começar a sobrepor-se às anabólicas. Isto quer dizer que há mais tendência para perder massa muscular. Este efeito é uma cascata, fazendo diminuir o metabolismo de repouso e, consequentemente, aumentando a massa gorda. É por isso que deve ter alguma atenção ao treino de hipertrofia muscular e força, de forma a contrariar a tendência de perda de massa muscular.

Não deixe o treino cardio para trás

Segundo o master trainer, uma menor quantidade de massa muscular também representa uma diminuição da potência aeróbia. Por outras palavras, diminui a capacidade de realizar exercícios de alta intensidade. Solução: não se esqueça de trabalhar esta parte.

Sim, vai sentir diferenças nos ossos

A partir dos 30 anos, a massa óssea começa a perder uma crescente de material mineral (densidade mineral óssea). Isto pode acontecer devido a fatores genéticos, erros alimentares ou medicação de longa duração. “Mais uma vez este fator vai ter uma grande influência da alimentação, mas o maior estímulo para a manutenção da densidade óssea é sem dúvida a atividade física, com especial foco nas atividades com algum impacto.”

Grávidas, não façam exercício sem acompanhamento

De acordo com o especialista, nestas situações especiais é essencial um acompanhamento especial. Quanto ao exercício físico, deve ser prescrito de forma individualizada para evitar qualquer risco e de modo a preparar o corpo da mulher o melhor possível.

Tomou nota de tudo? Agora sim, está pronto para começar a treinar. O ideal é escolher as aulas consoante os objetivos que quer atingir, sendo que deve tentar ir, pelo menos, uma vez por semana a uma aula para cada benefício.

“Quanto aos níveis, deve adequar à sua condição física, dando prioridade às aulas de nível dois e três (quatro a sete vezes por semana) e usando as de nível um para recuperação ativa (uma a duas vezes por semana). As aulas de nível 4 destinam-se a praticantes com experiência, que pretendem um desafio maior. Já as grávidas devem dar prioridade às aulas de nível um ou dois, mas sempre após consulta de um especialista”, alerta.

Carregue na imagem e descubra as melhores aulas para fazer a partir dos 30 anos e estar em forma.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT