NiTfm live

Ginásios e outdoor

Out Fhit: o grupo que leva os treinos de alta intensidade para a rua

Para já, o grupo vai dar os treinos em São Pedro do Estoril e em Carcavelos. A NiT falou com o co-fundador para saber mais sobre o conceito.

“O principal interesse é tentar chegar a um nicho de pessoas que, de certa forma, já estão saturadas daquilo que é feito no ginásio, que é forçado pelos Personal Trainers, das máquinas e dos treinos muito repetitivos”, diz à NiT Ilídio Pires, 31 anos, co-fundador e professor do Out Fhit, o novo conceito de treino de alta intensidade outdoor do País. No fundo, o Out Fhit surge de uma necessidade.

Ilídio Pires dá aulas de educação física, tem formação em Personal Trainer e alguns certificados a nível da área de fitness. Antes do Out Fhit esteve sempre mais ligado às aulas nas escolas, exceto durante o período em que esteve a trabalhar no estrangeiro. Quando regressou, no ano passado, conheceu o dono da empresa “Eu Saudável“, Jaime Inglez, que iniciou o atual projeto com o nome de Bootcamp na Linha a fevereiro de 2016, com treinos funcionais no Pavilhão da Cidadela, em Cascais. Entretanto, ao longo do último ano, decidiram avançar para um conceito outdoor e criar o Out Fhit, com treinos ao ar livre em Carcavelos e São Pedro do Estoril, em Lisboa, sendo que convidou Ilídio para ser um dos professores.

Os treinos já acontecem há um ano nestas localidades, mas só em setembro de 2017 é que lançaram o projeto com o nome Out Fhit – “Out” por serem treinos outdoor e ao ar livre, e “Fhit” porque são de alta intensidade (daí o “hit”). Até esta altura, a designação dada era Bootcamp na Linha, até que decidiram em setembro separar os dois conceitos, estando o Out Fhit mais ligado ao outdoor.  

Com estes projeto, o objetivo passa por apostar num tipo de treino mais funcional, sendo que as aulas nunca são iguais, ao mesmo tempo que se aproveita o ambiente da rua. “O trabalho é feito à base de intervalos de tempo, de voltas por exercício, tem outra dinâmica”.

treinos
A equipa Out Fhit está empenhada nos treinos de alta intensidade.

Quanto aos horários, os treinos acontecem todos os dias, de segunda-feira a domingo. De segunda a sexta-feira as aulas são sempre às 19h30 e aos fins de semana, às 10h30. Só há um treino por dia e é sempre diferente do anterior. 

“Semanalmente fazemos uma marcação para um treino de, por exemplo, peito e abdominais, e na outra semana a seguir, pernas e glúteos. Vai rodando todas as semanas o que permite que as pessoas possam mudar dependendo dos dias da semana a que treinam”. Além disso, as pessoas têm liberdade para treinar as vezes que quiserem ao longo da semana.

“Não temos limite máximo de idade para treinar, desde que a pessoa sinta vontade para o fazer”

O primeiro treino é sempre grátis para levar a que “as pessoas experimentem o conceito e a partir daí escolham a mensalidade ou pacote de aulas que preferirem”, justifica. Depois, existem duas modalidades a nível da mensalidade: a opção com compromisso anual ou sem compromisso anual. Ao escolher a primeira hipótese, compromete-se a treinar 12 meses, além de ter a garantia de que poupa o dinheiro de quatro meses no final do ano. Se preferir a última, pode parar os treinos a qualquer altura, mas acaba por ter uma despesa maior.