NiTfm live

Ginásios e outdoor

Tem 65 anos e paralisia mas conseguiu completar a maratona de Nova Iorque

A mulher, veterana do exército americano realizou a prova com a ajuda de um esqueleto robótico. Foi a primeira a conseguir.
Terry Hannigan Vereline.

Terry Hannigan Vereline, uma mulher de 65 anos fez história na maratona de Nova Iorque, nos Estados Unidos. A veterana do exército norte-americano tornou-se a primeira atleta com paralisia a completar a famosa corrida, que aconteceu no passado dia 3 de novembro. Terry realizou a prova com a ajuda de um esqueleto robótico.

A New York City Marathon tem 42,2 quilómetros. uma distância que a mulher demorou três dias a percorrer. “Não desistam”, referiu à “CBS News” esta segunda-feira, 11 de novembro. “Tudo aquilo que fazia antes da paralisia, ainda consigo fazer. É apenas encontrar uma forma diferente de fazer.” No entanto, a atleta admitiu que nunca pensou conseguir completar a prova.

Terry usa este esqueleto robótico que utiliza há cinco anos e que lhe permite andar sozinha. A prova foi ganha pelo queniano Geoffrey Kamworor.

Vereline terminou três dias depois. Na sexta-feira, 1 de novembro, percorreu 16 quilómetros, no dia seguinte alcançou a mesma distância, e no domingo completou a os restantes dez quilómetros.