NiTfm live

Ginásios e outdoor

Os melhores spots de Lisboa para correr depois do trabalho

Provavelmente até já passou por eles, mas nunca se lembrou de que podiam ser um percurso. Siga as dicas da NiT e do PT de corrida Tiago Silva.

Não tem de pagar nada e fica em forma.

Depois de um dia a trabalhar fechado no escritório, apetece-nos tudo menos ir para um ginásio onde vamos estar novamente encurralados e com o bónus de alguns gritos (ou algo semelhante). Nós percebemos, a sério, mas não queremos que isso seja desculpa para se baldar aos exercícios. É por isso que arranjámos uma solução.

Já sugerimos campos para jogar à bola com os amigos e também de basquetebol em Lisboa. São ótimas opções mas, normalmente, tem de ser combinado com antecedência. Até porque ninguém vai para lá sozinho. 

A boa notícia é que existe uma solução bastante simples e em que não depende de ninguém: correr ou, para quem preferir, caminhar. A pensar nisso, com a ajuda do PT de corrida Tiago Silva, criador do grupo No Limit Runners, a NiT vai dar-lhe sugestões na cidade. Provavelmente conhece todos os locais, mas nunca se lembrou de fazer deles o seu percurso. Contudo, antes de passar à ação, deve ter alguns cuidados.

“Deve-se correr com calma dentro da nossa capacidade respiratória, criar uma boa cadência respiratória para o ritmo da corrida e tentar correr mais no primeiro terço do pé, nem que o contacto seja pelo meio do pé para a frente. O importante é não solicitar o toque pelo calcanhar, já que isso provoca muita pressão nessa zona e, consequentemente, nas canelas, joelhos e coluna”, explica à NiT. E deve manter-se hidratado, claro.

Agora sim, tome nota dos seis sítios sugeridos pelo PT para correr em Lisboa, que são em zonas com acesso a vários transportes, seja Carris ou Metropolitano de Lisboa.

1. Entre Belém e Cais do Sodré

Entre Belém e o Cais do Sodré vêem-se turistas a tirar fotografias e ciclistas a pedalar pelas ciclovias. Mas, se reparar, continua a haver muito passeio disponível para correr. Como bónus, ainda tem vista para o Cristo Rei e a Ponte 25 de Abril. E, muito provavelmente, consegue assistir ao pôr do sol. Segundo o PT, a ida e volta neste percurso, ao lado da ciclovia, equivale a dez quilómetros percorridos.

2. Entre Belém e Cruz Quebrada

Se preferir, pode seguir de Belém em direção à Cruz Quebrada. É possível fazer o percurso sempre junto do mar. Portanto, acaba por descarregar o stress, apreciar uma paisagem incrível e ficar em forma. É um três em um. “Só o percurso de ida tem cerca de dez quilómetros”, diz à NiT Tiago Silva.

A vista é incrível.

3. Estádio Universitário

Correr na rua não é para si? No Estádio Universitário, que fica na Avenida Professor Egas Moniz, por exemplo, pode fazê-lo gratuitamente. Se tiver companhia, até pode desafiar um amigo e ver quem dá a volta mais rápida. Uma volta ao circuito de manutenção traduz-se em cerca de quatro quilómetros. Mas atenção: o piso é feito, na maioria, em terra batida e gravilha, o que significa que deve levar umas sapatilhas adequadas.