Ginásios e outdoor

Há um truque que faz queimar o dobro das calorias durante a caminhada

Muita gente diz que é o desporto dos preguiçosos, mas pode ajudá-lo a ficar em forma.
Vai querer saber isto.

Aumenta a sensação de bem-estar, ajuda a manter a saúde do cérebro, melhora a circulação sanguínea e a qualidade do sono. Caminhar tem vários benefícios, mas há um do qual muita gente desconfia: emagrecer. Aliás, é comum ouvir-se dizer que esta é a atividade favorita dos preguiçosos.

Está comprovado que caminhar, pelo menos, 30 minutos acumulados por dia reduz bastante a probabilidade de problemas cardíacos e aumenta o gasto calórico.

Um estudo britânico publicado em 2017, citado pela “Healthline”, aponta mesmo que caminhar a um ritmo intenso durante 3,2 milhas ou cinco quilómetros por hora, mesmo que não se trate de um atleta, permite queimar, em média, 90 calorias por milha (1,6 quilómetros), o que corresponde a aproximadamente 281 calorias. E mais: que isto significa menos 36 gramas de peso corporal.

Estes valores variam de acordo com o peso de cada pessoa. Porém, há truques para queimar o dobro das calorias. A NiT já tinha revelado um deles. É algo tão simples como definir momentos da caminhada em que acelera o passo durante alguns minutos.

Repete esse método várias vezes e, no final, consegue um gasto calórico muito mais elevado. Porque é que isto acontece? Porque em vez do corpo estagnar, recebe um estímulo novo que o irá fazer gastar mais energia. Pode fazê-lo de cinco em cinco minutos.

“Isto é o chamado fartlek ou HIIT da caminhada. Ou seja, ao aumentar o ritmo por um curto espaço de tempo, aumenta o batimento cardíaco e o nível de esforço muscular, fazendo com que se gaste mais calorias”, explica à NiT o PT Tiago Silva.

A opção da Domyos.

Há outras estratégias como caminhar em percursos com elevações ou ligeiras inclinações. Contudo, um dos métodos mais populares neste momento inclui um acessório. Falamos do colete de peso que, embora não seja novo, é um acessório cada vez mais utilizado, sobretudo no Brasil.

Concebido para intensificar os exercícios de musculação com o peso do corpo, ele promete ajudar a ter resultados mais rapidamente. Ao contrário de outros acessórios que funcionam apenas em determinados grupos musculares, os coletes distribuem o peso de forma mais uniforme, como se fizesse parte do próprio corpo. 

“O colete de espuma, com areia no interior, é uma opção melhor. O de chumbo é mais desconfortável, já que tem um material rígido. Além da caminhada, costumo sugerir a utilização da primeira versão na passadeira, desde que seja a andar”, diz à NiT o PT que criou o grupo “No Limit Runners”.

No entanto, pode não ser uma boa adição para quem sofre de problemas no pescoço ou nas costas, pelo que deve consultar um especialista antes de começar a usar o colete ou qualquer outro acessório de treino deste género. Deve, também, saber qual é o melhor modelo para o seu corpo.

Afinal, como é que este equipamento ajuda no processo de emagrecimento? A resistência adicional ao treinar com o colete de peso eleva a intensidade do treino, forçando o corpo a trabalhar mais e, consequentemente, queimar mais calorias, seja no ginásio ou na caminhada.

Nas lojas físicas e no site da Decathlon, por exemplo, este equipamento está esgotado. Porém, pode pedir para ser notificado assim que fique novamente disponível. A proposta da Domyos custa 39€ e pesa dez quilos. Há outras versões mais caras à venda em lojas online, como a Ali Express.

No entanto, é possível ter o mesmo benefício sem o acessório: “Fazer caminhada em sítios com desnível é uma dificuldade mais real e natural. Com o colete, vejo-o como um treino diferente, para incluir de vez em quando e variar o treino.”

Há outras formas de perder peso e ficar em forma. Bónus: sem sair de casa. A NiT revela quantas calorias consegue gastar a limpar a casa, cozinhar, arrumar a roupa ou aspirar, entre outras coisas que se costuma fazer diariamente ou semanalmente. Carregue na galeria para descobrir tudo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT