NiTfm live

Ginásios e outdoor

Fazer ioga completamente nu é uma das tendências fit mais inesperadas do ano

Há quem diga que, além de ser incrivelmente sexy, incentiva ao positivismo do corpo.
É conhecido como ioga nudista ou naturista.

O ioga é uma prática que tem vindo a ganhar mais adeptos ao longo dos últimos anos. Ajuda a manter o equilíbrio, é uma forma de meditação e, para muita gente, a única oportunidade do dia para relaxar. No entanto, à prática tradicional juntaram-se outras variedades, como beber cerveja ou ter a companhia de uma cabra ou um cão durante as posturas.

Quando pensamos que o cenário não pode tornar-se mais inesperado, percebemos que uma das grandes tendências do mundo fit em 2020 é fazer ioga completamente nu. Sim, leu bem: nu.

O naked yoga, ou nagna yoga e vivastra ioga, é a prática desta modalidade sem quaisquer peças de roupa. Embora possa parecer algo demasiado moderno, já acontece desde os tempos antigos, mais especificamente do século VII, altura em que era visto como uma prática espiritual. Após alguns anos sem tanto destaque, voltou em força.

De acordo com Rebecca Weible, fundadora do Yo Yoga!, um estúdio com esta versão que fica em Nova Iorque, nos Estados Unidos, “praticar ioga nua dá ao corpo total liberdade para se movimentar sem restrições”, disse ao site “Elite Daily”.

“Pode manter o foco no alinhamento, na respiração e no movimento, em vez de interromper o fluxo, ajustando o soutien desportivo ou levantando as caneleiras. A sua atenção não se desviará da maneira desagradável para as roupas apertadas, levando-a a distrair-se com os pensamentos negativos da imagem corporal. A sua mente estará livre para se concentrar nas coisas incríveis, poderosas e graciosas que o corpo pode fazer”, acrescenta.

Por mais estranho que possa parecer pensar em despir-se em frente a um grupo de pessoas que não conhece, enquanto está a realizar posturas que obrigam ao movimento do corpo, quem já experimentou garante que qualquer insegurança desaparece num instante.

“Pode sentir-se vulnerável, tímido, envergonhado, inseguro; mas posso garantir que, ao final de algum tempo, ficará admirado com o seu corpo e com todas as suas incríveis e belas capacidades dentro e fora da prática”, diz Julia Guerra, jornalista do “Elite Daily”, que experimentou uma aula para dar a sua opinião na primeira pessoa.

Esta tipologia, que nasceu especificamente na Índia, quer que os praticantes se dispam física e mentalmente e sejam livres. Segundo os criadores, este tipo de ioga ajuda a ter mais confiança, a socializar e é mais divertido. 

Há até quem diga que o ioga nudista, como também é conhecido em Portugal, promove o positivismo do corpo. Falamos do movimento que diz que devemos aceitar o nosso corpo tal e qual como ele é, amando as suas perfeições e imperfeições.

Os especialistas concordam que existem benefícios psicológicos no naked ioga, mas não físicos. “Se está a vestir roupas largas ou elastano, não há nada que o impeça de fazer todas as posturas, alongamentos ou movimentos do ioga com as roupas adequadas”, disse, citada pelo site “Live Science” Janet Konefal, investigadora sobre os benefícios do ioga e reitora assistente na Escola de Medicina Muller da Universidade de Miami, nos Estados Unidos.

“A sensação de liberdade não é física, é psicológica. Eu diria que é uma nova tendência”, acrescenta.

Konefal explica, também, que esta prática pode representar um risco potencial para a saúde se os estúdios de ioga fornecerem tapetes que outras pessoas já tenham usado. No entanto, é algo fácil de evitar: basta levar o seu próprio tapete de ioga.

De uma forma geral, os especialistas vêem o naked yoga como uma tendência capaz de ajudar os participantes a aceitar e celebrar os seus corpos, alcançando benefícios psicológicos. Não é propriamente um método para ficar em forma fisicamente, embora acabe por permitir alongar o corpo.

O ioga nudista ou naturista também tem vindo a ganhar popularidade em Portugal. Até já chegou a Lisboa através de uma parceria entre Sociedade Portuguesa de Naturalogia e a Federação Portuguesa de Naturismo. Contudo, são eventos ocasionais. Ainda não existem aulas fixas, mas não deve faltar muito, tendo em conta a forma como a modalidade está a crescer no estrangeiro, onde existem estúdios que apenas recebem mulheres, homens ou pessoas de ambos os géneros.

Carregue na galeria para descobrir outros quatro tipos de ioga que nem deve imaginar que existem.