Ginásios e outdoor

A abordagem inspiradora de Demi Lovato sobre a aceitação do seu corpo

Na primeira entrevista que deu em mais de um ano, a artista fala sobre os seus medos e receios e a forma com os enfrenta.
Demi Lovato.

Demi Lovato vive debaixo dos holofotes desde muito nova. É conhecida como cantora e por ter sido uma das estrelas da Disney — foi protagonista no filme “Camp Rock”, ao lado de Joe Jonas. Além de compositora, cantora e atriz, a artista de 27 anos é igualmente reconhecida como sendo uma das principais porta-vozes do anti-bullying norte-americano.

São conhecidos os desafios que passou em criança, teve problemas de aceitação do seu corpo e distúrbios alimentares, até ter sido diagnosticada com transtorno bipolar. No dia 24 de julho de 2018 a cantora foi notícia principal de várias publicações de música, e não só, por ter sido internada nessa madrugada com uma overdose.

Atualmente está recuperada e recentemente, a 3 de novembro, deu a sua primeira entrevista após esse episódio. Falou de força, aceitação do corpo e sobre ser mais autêntica consigo mesma. As suas palavras tornaram-se virais e Demi Lovato é vista como uma inspiração.

“Ouvimos o termo body positivity (aceitação positiva do corpo) a toda a hora. Para ser honesta, eu não me sinto sempre positiva em relação ao meu corpo. Às vezes não gosto daquilo que vejo. E não minto a mim mesma”, referiu à “Teen Vogue”.

“Costumava olhar para o espelho se estivesse a ter um mau dia desses e dizia ‘amo o meu corpo, és bonita’. Mas não acreditava nisso. Eu não tenho de mentir a mim mesma e dizer-me que tenho um corpo espetacular. A única coisa que tenho de dizer é ‘sou saudável’. Com essa afirmação, expresso gratidão. Sou grata pela minha força e por tudo o que consigo fazer com o meu corpo. Estou a dizer que sou saudável e que aceito o meu corpo da forma que ele está hoje, sem trocar nada.”

A artista explicou ainda que, até há pouco tempo, sempre que ia ao ginásio levava o exercício físico ao extremo. Após ter parado durante o mês de outubro, regressou agora ao ginásio, mas passou a ouvir o que o corpo lhe pede, sobretudo quando deve parar.

Já numa fotografia publicada na sua conta de Instagram, no dia 6 de setembro, Lovato escreveu um longo texto sobre as fotografias reais e as fotografias editadas. “É o meu maior medo. Uma fotografia minha em biquíni sem estar editada. E imaginem, é celulite! Estou literalmente tão cansada de ter vergonha do meu corpo, editá-lo (sim, as outras fotografias em biquíni eram editadas, e odeio ter feito isso mas é a verdade) para que os outros pensem que eu sou a sua ideia de beleza, mas não sou eu”, pode-se ler no início do texto.

A cantora, que agora se vê como uma mulher forte, realça ainda, na entrevista à mesma publicação, a importância de ser fiel consigo própria: “Nos últimos cinco anos aprendi que não vale a pena viver a não ser que vivas para ti mesma. Se queres pintar o cabelo de roxo, pinta o cabelo de roxo. Se queres amar alguém do mesmo sexo, ama alguém do mesmo sexo. Sê tu próprio e não tenhas medo do que as pessoas pensam”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT