Ginásios e outdoor

Carolina Deslandes: “Estar gorda? Isso não importa”

A cantora de 26 anos falou pela primeira vez sobre o que a levou a mudar o seu estilo de vida e começar a treinar e ter uma alimentação mais saudável. Leia a entrevista.

A cantora contou tudo à NiT.

Provavelmente, lembra-se dela como uma miúda descontraída e que participou num concurso de televisão à procura do sonho. Estamos a falar de Carolina Deslandes que, em 2010, com 17 anos, participou no “Ídolos“. Mais tarde, mostrou que tinha força de vontade e talento para conseguir vingar no mundo da música, através do seu primeiro álbum lançado em 2012.

Oito anos depois de participar no concurso da SIC e seis anos após lançar o álbum, Carolina Deslandes, que agora tem 26 anos, já publicou mais dois discos. O último chamado “Casa“, lançado em abril deste ano. E é mãe de dois filhos, o Santiago (dois anos) e o Benjamim (11 meses).

Recentemente, depois de ter tido duas gravidezes muito próximas, a cantora portuguesa começou a treinar e mudou a sua alimentação. Aliás, mostrou-o através de vários instastories no seu Instagram, onde tem mais de 300 mil seguidores.

Em entrevista à NiT, revelou que perdeu 6,5 quilos num mês e meio, contou como é que reagiu às mudanças no seu corpo, o que a motivou e como são os seus planos de treino e alimentar atuais.

Praticava desporto em criança?

Não, zero. Gostava de ler e gostava de escrever, mas odiava desporto. Nunca tive muita vontade. Gostava de jogar à bola de vez em quando porque jogava com o meu avô. Tinha assim esse tempo com ele. Mas sempre tive muito más notas a Educação Física, nunca fui desportista. Na verdade, sempre fui super descoordenada.

Quanto à alimentação, havia preocupações nessa altura?

Acho que eram outros tempos. O despertar da consciência de o que é que faz ou não faz mal é uma conversa recente. No início dos anos 90 ninguém falava do glúten. Toda a gente comia um bocado de tudo, não havia tanto essa consciência de que alguma comida faz efetivamente mal e de que está contaminada com muita coisa que nos prejudica a saúde. Portanto, cresci a comer um bocadinho de tudo. Havia sempre, claro, o cuidado de não comer doces todos os dias.